Empregos para Copa 2014

A Copa do Mundo de 2014 no Brasil é assunto em todos as cidades brasileiras, mas principalmente naquelas que sediarão os jogos deste que…


A Copa do Mundo de 2014 no Brasil é assunto em todos as cidades brasileiras, mas principalmente naquelas que sediarão os jogos deste que é um dos campeonatos esportivos mais assistidos do mundo. Esta é a segunda vez que o Brasil sediará uma Copa do Mundo e muitas coisas mudaram entre um evento e outro.

Antigamente a Copa do mundo não era tão valorizada, não existiam muitas exigências para que um país fosse sede um campeonato mundial de futebol. Hoje em dia, com a valorização do campeonato, especialmente pelo fato de ser televisionado para todo mundo, exige que o País invista pesado em infraestrutura para receber os melhores times de futebol do mundo.

O grande motivo para que o país se prepare para receber uma copa do mundo é o turismo. Milhares de pessoas virão para o Brasil para acompanhar ou trabalhar durante o evento, o que exige diversos níveis de preparo para que os turistas e também os envolvidos direta ou indiretamente tenham infraestrutura necessária para ficar no país durante toda a duração da copa. Isso exige que o país invista em diversas obras, desde estádios, até aeroportos, passando por novas estradas, hotéis, sistemas de transporte, dentre outros investimentos necessários. E tudo isso acompanhado bem de perto pela FIFA, a entidade máxima do futebol mundial.

Com todas estas movimentações acontecendo em diversos estados do Brasil, é natural que a oferta de empregos aumente durante este período, especialmente pelo fato da Copa do Mundo ser um evento que gera aquecimento na economia nacional. E isto combinado com o bom momento do Brasil economicamente, que já está gerando um aumento na oferta de empregos, poderá gerar uma das maiores quantidade de oferta de empregos da história do Brasil.

Leia Também:  Vagas de Emprego Área Comercial 2011

Segundo estudos que estão sendo feitos por diversas entidades, a Copa do Mundo no Brasil injetará na economia cerca de R$ 142,39 bilhões, sendo que o número de empregos que podem ser gerados em decorrência do evento poderá passar dos 3 milhões, segundo a Fundação Getúlio Vargas.

Segundo o mesmo estudo que foi realizado pela Fundação Getúlio Vargas, os empregos que surgirão no Brasil em decorrência da realização da Copa do Mundo no país surgirão em duas vertentes distintas, mas que se complementam no cenário econômico nacional.

A primeira vertente é a oferta de trabalho direta, que exige que os candidatos se preparem, de preferência com uma certa antecedência, sendo que um dos fatores mais importantes e o domínio de uma língua estrangeira, especialmente para profissionais que irão trabalhar diretamente com atendimento aos turistas. A segunda vertente é relativa as empresas, especialmente pequenas e micros, que podem ser criadas especialmente para atender as demandas que surgirão durante o evento.

Top