Em jogaço no Engenhão, Bota e Sampa ficam no empate

O empate entre Botafogo e São Paulo em 1 a 1, no Engenhão, foi digno de duas equipes que estão na briga pelo título…

Rivaldo no fim garante o empate do São Paulo contra o Botafogo

O empate entre Botafogo e São Paulo em 1 a 1, no Engenhão, foi digno de duas equipes que estão na briga pelo título nacional. Com cada equipe dominando um tempo, a partida foi emocionante até o último minuto. Na primeira etapa, Loco Abreu marcou duas vezes e colocou o Fogão na frente. Porém, Henrique e Rivaldo, aos 46 da etapa final, garantiram o empate para o Tricolor paulista.

Loco comanda início arrasador do Fogo

A primeira etapa no Engenhão teve um Botafogo decidido a vencer o jogo e continuar vivo na briga pelo título. Com disposição, o Fogão assustou logo aos três minutos, quando Elkeson fez boa jogada individual e bateu para fora. Aos 15, o Botafogo chegou mais uma vez depois de jogada de Elkeson. O meia cruzou e Lucas cabeceou a bola na trave.

Com dificuldade em articular jogadas no ataque, o São Paulo assustou só aos 21. Juan cruzou para Cícero e o meia cabeceou para bela defesa de Renan.

Mais organizado em campo e criando boas chances de gol, o Botafogo abriu o marcador aos 24. Maicosuel passou por dois defensores e rolou para Loco Abreu se antecipar aos zagueiros e balanças as redes.

Depois do gol, a equipe carioca diminuiu a pressão, mas mesmo assim conseguiu marcar o segundo gol, novamente com Loco Abreu. Renato dividiu bola com Wellington dentro da área e foi calçado pelo marcador são-paulino: pênalti. Na batida, Loco cobrou no canto esquerdo do gol de Rogério Ceni para ampliar.

Rivaldo garante empate nos acréscimos

Para tentar reverter o placar, o São Paulo voltou um pouco mais ofensivo na segunda etapa. O problema é que a equipe paulista pecava na troca de passes e pouco assustava o gol de Renan. Por sua vez, o Botafogo adotou uma postura mais defensiva e apostava apenas nos contra-ataques.

Leia Também:  Tabela de jogos Campeonato Brasileiro 2012

Aos 12, o Botafogo quase marcou o terceiro. Maicosuel cobrou falta colocada e a bola passou rente à trave de Rogério Ceni.

O Botafogo continuava melhor em campo. Elkeson fez excelente jogada pela esquerda e rolou para Loco. Sem goleiro, o uruguaio pegou muito mal na bola e jogou longe do gol.

Aos 17, o Tricolor teve ótima chance para diminuir. Após recuo de bola de Marcelo Mattos para o goleiro Renan, o árbitro marcou a infração. Na cobrança, Rivaldo encheu o pé, mas Antônio Carlos salvou de cabeça. No lance seguinte, Xandão aproveitou cobrança de escanteio e cabeceou para grande defesa de Renan.

A pressão são-paulina deu resultado aos 20 minutos. Cícero bateu de longe, o goleiro Renan soltou nos pés de Henrique, que não perdoou. 2 a 1.

Quatro minutos depois o Tricolor quase empatou. Wellington fez fila na zaga botafoguense, invadiu a área e finalizou na trave.

O gol animou o São Paulo, que foi para cima e criou inúmeras chances de gol. Depois de muita pressão, aos 46, o Tricolor chegou ao empate. Rogério Ceni cobrou falta na área e Rivaldo subiu para empatar de cabeça.

Não satisfeito, Rivado teve a chance de virar o jogo. Lucas puxou um contra-ataque, rolou para Rivaldo, que bateu por cobertura, mas a bola passou por cima do gol.

Top