Em dia de surpresas, Brasil fatura ouros na ginástica artística e no atletismo

A equipe brasileira masculina de ginástica artística fez história ao colocar o Brasil no seleto grupo de países com medalhas de ouro na modalidade…

Meninos da ginástica artística comemoram ouro inédito para o Brasil

A equipe brasileira masculina de ginástica artística fez história ao colocar o Brasil no seleto grupo de países com medalhas de ouro na modalidade em Jogos Pan-Americanos. A façanha foi alcançada, nesta terça-feira, com a inédita medalha dourada, que, de quebra, ainda garantiu ao país a milésima medalha em toda a história dos Jogos.

Com movimentos precisos e consistência em todos os seis aparelhos que compõem a disputa masculina (solo, cavalo com alças, argolas, salto sobre o cavalo, barras paralelas e barra fixa), o sexteto brasileiro, formado por Diego Hypolito, Francisco Barreto, Petrix Barbosa, Péricles da Silva, Athur Zanetti e Sergio Sasaki, somou 346.100 pontos, superando a forte equipe de Porto Rico, que atingiu 344.850, e o time dos Estados Unidos, com 342.000.

Como não poderia ser diferente, o campeão mundial no solo Diego Hypolito contribuiu com a conquista ao obter a melhor nota do Brasil no aparelho. Feliz com a vitória, Diego fez questão de ressaltar a brilhante apresentação da equipe. “Essa era a medalha que eu mais queria aqui. Ela tem um sabor muito especial, porque é resultado de um trabalho de equipe muito forte. Sempre fiz questão de dizer que não existe só o Diego na ginástica masculina e está provado agora. Temos vários atletas do mesmo nível e isso faz com que a gente cresça”, desabafou o ginasta em entrevista ao site do COB.

Mais do que o ouro na competição por equipes, os brasileiros garantiram ainda presença em oito finais individuais no Pan de Guadalajara.

Atletismo feminino também é ouro!

Rosângela Santos foi a mais rápida nos 100m, com a marca de 11s22

Nas pistas do Estádio Telmex de Atletismo, o show ficou por conta da brasileira Rosângela Santos, a mulher mais rápida de Guadalajara. Com o tempo de 11s22, Rosângela conquistou o ouro ao vencer a prova dos 100m. Para faturar a primeira posição, a atleta brasileira deixou para trás a norte-americana Barbara Pierre, com 11s25, e a atleta Shakera Reece, de Barbados, medalha de bronze, com 11s26.

Leia Também:  Dez patrimônios culturais da Humanidade no Brasil

Apesar da boa marca obtida, por apenas dois centésimos Rosângela não assegurou uma vaga nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.

Dia foi marcado também por quatro bronzes

A terça-feira do Brasil em Guadalajara teve ainda a conquista de mais quatro medalhas de bronze para o país. Duas delas vieram do boxe, com os atletas Everton Lopes, atual campeão mundial na categoria meio-médio ligeiro (até 64 kg), e Robenilson de Jesus, categoria até 56kg.

Por sua vez, o basquete feminino do Brasil minimizou o vexame em terras mexicanas e faturou o terceiro lugar na competição após derrotar a Colômbia por 87 a 48.

A outra medalha do dia foi conquistada pelo brasileiro Guilherme Toldo, na esgrima, categoria florete, garantindo o Brasil no pódio.

Top