Em casa, Brasil faz a final do Superclássico contra a Argentina

A partida de ida, disputada na casa dos hermanos, terminou com empate sem gols. Quem vencer hoje fica com o troféu

Brasil e Argentina disputam hoje o título do Superclássico das Américas

O duelo entre Brasil e Argentina, às 21h50, no estádio do Mangueirão, em Belém, não terá nada de amistoso. Afinal, vale o título do Superclássico das Américas. Depois do empate sem gols no jogo de ida, em Córdoba, quem vencer hoje garante o troféu em cima do maior rival. No caso da partida terminar novamente em igualdade, a decisão será nos pênaltis.

Mais do que o título, o jogo pode significar a afirmação da Seleção Brasileira sob o comando do técnico Mano Menezes. Com Mano, a seleção coleciona inúmeras decepções, já que ainda não venceu nenhuma seleção de peso (perdeu da França, da Alemanha e da própria Argentina), foi eliminada precocemente da Copa América e despencou no ranking da FIFA para o sétimo lugar.

Para o Superclássico, o Brasil terá novidades em relação à equipe que disputou a primeira partida. Na lateral-esquerda, o jovem Cortês ganhou a vaga do experiente Kléber. Já na armação da equipe, o são-paulino Lucas entra no lugar de Renato Abreu, que ficou de fora da lista de convocados de Mano. Com as lesões do volante Paulinho e do atacante Leandro Damião, Rômulo aparece no meio de campo e o atacante Borges, artilheiro do Brasileirão com 19 gols, assume a função de goleador da equipe. Na frente, Mano Menezes aposta no entrosamento de Borges com o atacante Neymar, companheiros de Santos. A dupla santista ainda terá a companhia do craque Ronaldinho Gaúcho para organizar as jogadas ofensivas.

Dúvidas na Argentina

O técnico Alejandro Sabella ainda não confirmou os onze atletas que iniciam o Superclássico contra o Brasil. Por conta de problemas físicos, o treinador argentino ainda tem duas dúvidas para o duelo. Na zaga, Desábato e Bolatti disputam uma vaga. A outra indefinição é no comando do ataque: Viatri e Gigliotti brigam por uma chance entre os titulares. As novidades são o volante Guiñazu, do Internacional, e o meia Montillo, do Cruzeiro, que não participaram do jogo de ida pelo Superclássico, mas começam como titulares a partida desta quarta.

Leia Também:  Botafogo costuma se dar bem em clássicos cariocas no Engenhão

FICHA TÉCNICA

BRASIL X ARGENTINA

Quarta-feira, às 21h50, no estádio Mangueirão, em Belém

Brasil: Jefferson; Danilo, Dedé, Réver e Cortês, Ralf, Rômulo e Lucas; Ronaldinho, Borges e Neymar. Técnico: Mano Menezes

Argentina: Orión; Cellay, Domínguez, Desábato (Bolatti) e Pillud; Fernández, Cantero, Guiñazú, Papa e Montillo; Viatri (Gigliotti). Técnico: Alejandro Sabella

Árbitro: Jorge Larrionda (Uruguai)

Auxiliares: Maurício Espinosa (Uruguai) e Pablo Fandino (Uruguai)

 

Top