Egípcio pega 3 anos por postar contra o Islã no Facebook

Segundo a agência de notícias MENA, o egípcio Ayman Yousef Mansour, deverá cumprir três anos de prisão por ter publicado informações contrárias ao Islã…

Segundo a agência de notícias MENA, o egípcio Ayman Yousef Mansour, deverá cumprir três anos de prisão por ter publicado informações contrárias ao Islã em sua página pessoal no Facebook, conhecida rede social.

Ainda segundo a MENA, Ayman Yousef Mansour teria insultado intencionalmente a dignidade da religião islâmica e atacado com insultos na rede social. O que pode ser levado sem problemas no ocidente, pode acabar em péssimo negócio em países do Oriente Médio e norte da África.

No Egito, Ayman não é o primeiro a sofrer alguma pena por divulgar pensamentos contrários ao Islã. O primeiro foi Maikel Nabil, que tinha insultado os militares em seu blog pessoal. Tudo isso iniciou logo após a queda do presidente egípcio, Hosni Mubarak.

Condenado só agora, Ayman Yousef Mansour foi preso ainda em agosto de 2011 e poderia ter pego até 5 anos de prisão por ter insultado a religião e a unidade nacional.

Segundo agências internacionais, algumas organizações dos Direitos Humanos já estão trabalhando no caso.

Top