Efeito placebo: o que é

Efeito placebo: o que é

Quando um medicamento é administrado ao paciente, independente de seu princípio ativo, vai apresentar vários efeitos, dentre os quais alguns dependerão exclusivamente de sua…

Por Editorial MDT em 23/08/2012

Quando um medicamento é administrado ao paciente, independente de seu princípio ativo, vai apresentar vários efeitos, dentre os quais alguns dependerão exclusivamente de sua ação farmacológica. Entretanto é possível encontrar um efeito um tanto quanto diferente, que não está vinculado a nenhuma ação do fármaco e aparece, justamente, quando são administradas substâncias farmacologicamente inativas. Entenda o que é o efeito placebo, um dos fenômenos mais frequentemente observados na medicina, e também um dos mais intrigantes.

Conheça mitos e verdades sobre a homeopatia.

Pílulas sem princípio ativo e cirurgias de mentirinha fazem parte do tratamento placebo. (Foto: divulgação)

O que é placebo e efeito placebo

Placebo é um tratamento inócuo, ou seja, uma falsa cirurgia, um medicamento sem princípio ativo ou qualquer outra forma de terapia que não possua nenhum poder, por si só, para combater o problema de saúde. O efeito placebo se dá quando se obtém resultados positivos no tratamento de determinado paciente com o uso de placebo.

O que causa o efeito placebo

A medicina ainda não conseguiu explicar completamente as causas do efeito placebo, mas ao que tudo indica, o fenômeno se deve, principalmente, à fé do paciente que é depositada no tratamento e sua espera por resultados positivos.

O efeito placebo é muito poderoso. (Foto: divulgação)

O poder do placebo

O efeito placebo é muito poderoso e vários estudos atestam resultados surpreendentes. Numa pesquisa realizada em Harvard, a eficácia de remédios placebo no combate a uma série de problemas, como hipertensão arterial e asma, foi colocada a prova. O resultado foi incrível, pois até 40% dos pacientes, isto é, praticamente metade da amostra, apresentou alívio dos sintomas com o uso do placebo.

Sua ação não é limitada apenas à ingestão de medicamentos, podendo englobar qualquer procedimento cirúrgico. Numa pesquisa sobre dor provocada por isquemia cardíaca crônica, o tratamento placebo consistia em simplesmente anestesiar e fazer uma incisão na pele do paciente, ao invés de uma cirurgia de revascularização cardíaca. Por mais incrível que possa parecer, os pacientes operados “de mentirinha” apresentaram 80% de melhora, enquanto que os que foram realmente operados apresentaram apenas 40%, mostrando que o placebo funcionou melhor do que a cirurgia!

Confira dicas para desestressar a mente.

O efeito placebo serve para nos lembrar do poder da mente sobre o corpo. (Foto: divulgação)

Apesar de não ter seu mecanismo totalmente elucidado pela medicina contemporânea, o efeito placebo é real e sua ação já foi provada em vários trabalhos de pesquisa. Esse acontecimento curioso serve para lembrar da importância da ação da mente sobre as funções orgânicas.

Top