Educação à Distância é a escolha de quase 15% dos que se matriculam no Ensino Superior

A modalidade de educação à distância (EAD) vem ganhando cada vez mais espaço e responde atualmente por 14,6% das matrículas de alunos em cursos…

A modalidade de educação à distância (EAD) vem ganhando cada vez mais espaço e responde atualmente por 14,6% das matrículas de alunos em cursos de graduação do ensino superior brasileiro. A conclusão vem de dados divulgados hoje pelo MEC colhidos no Censo da Educação Superior de 2010.

De acordo com o ministro da educação Fernando Haddad, esse crescimento ainda poderia ser mais expressivo e só não ocorre porque o governo procura um ritmo para que tal aumento não se dê de forma a afetar a qualidade, buscando aquilo que chama de “crescimento sustentável”, tendo em vista que durante a década de 1990, a expansão do ensino superior em modo presencial não foi citada como sendo bem administrada. O ministro também sustentou que esse número de estudantes em busca da modalidade EAD é baixo tendo em vista as estatísticas dos outros países, nas quais chega a ter mais da metade do número de matrículas.

Números de acordo com as modalidades

Os resultados mostraram que os cursos presenciais tem maiores procuras com o bacharelado, com 3,9 milhões de matrículas. As licenciaturas tem 928 mil enquanto 545 mil estão frequentando a modalidade tecnológica. Já para quem está interessado em educação à distância, os planos são outros: são 426 mil interessados em licenciatura, 426 mil em bacharelado e 235 mil em tecnológicos.

Outros números do Censo da Educação Superior 2010

Ao todo, de acordo com o censo, 6.379.299 alunos estão em busca de um diploma, matriculados em 2.377 instituições de ensino superior que 29.507 cursos em módulos presenciais ou a distância. Essas matrículas estão concentradas especialmente em instituições privadas (74%) mas o número em instituições públicas apresentou um crescimento de 12%. No que diz respeito as públicas, 1,6% destas matriculas estão em instituições,  municipais, 9,4% em estaduais e 14,7% em federais.

Leia Também:  Cursos Superiores a Distância, Cursos EAD em Tecnologia

O número de formandos estimados em 2010, de 973 mil estudantes, é mais que o dobro ao registrado em 2001. Do mesmo modo, o maior acesso à universidades federais foi refletido nos números, que saltaram de 143 mil para 302 mil durante o período abrangido pelo Censo.

O Sudeste continua sendo a região com o maior número de estudantes, tendo 48,7% de alunos matriculados. Região Sul aparece com 16,9%, o Centro-Oeste com 9,1% e regiões Norte e o Nordeste, surgem como tendo 6,5% e 19,3% respectivamente. Os números desta região apresentaram crescimento nos últimos dez anos, visto que em 2001 as estatísticas mostravam que essa porcentagem era de 4,7% e 15,2%.

Top