Economize na compra de presentes para o natal

O Natal está chegando e com ele vêm os presentes e as intermináveis compras. Todo ano é a mesma coisa, shoppings, centros comerciais e lojas lotadas por consumidores que sempre deixam, para a última hora, as compras de presentes. Fora isso, muitos perdem o controle com as facilidades de parcelamentos e pagamentos, por meio de cartões de crédito.

Compras de Natal

A dica mais valiosa é: Pesquise preços e veja qual loja oferece o melhor custo-benefício.

Para evitar que o seu começo de ano seja repleto de dívidas, é necessário planejar as compras de fim de ano. Comece a pensar como será suas compras desde cedo, para não estourar o orçamento, comprando sem pensar. Deixar para última hora limita suas opções de compras e acaba te induzindo a gastar à esmo. Por isso, é importante seguir algumas dicas para não cair em nenhuma “armadilha natalina”.

10 Dicas para economizar nas compras do Natal

Dicas para economizar

Confira 10 dicas perfeitas que vão lhe ajudar a economizar nesse natal

1 – Antes de começar a gastar, planeje suas compras de natal. Comece com uma lista de presentes. Se sua condição financeira não permitir, não adianta se endividar para garantir presentes caros para sua família. Presenteie com algo que esteja dentro das suas possibilidades financeiras, sem agregar gastos desnecessários. Lembre-se que o natal é mais que dar e receber presentes.

2- Na hora de decorar sua casa, busque enfeites de anos anteriores. Os itens em sua maioria não são descartáveis, portanto, limpe-os e guarde em um local seguro, para que  não se danifiquem com o tempo. Enfeites de Natal não saem de moda, por isso, use os mesmos sempre que puder, sem medo de errar na decoração. Só compre peças de reposição, se for necessário.

3- Avalie as promoções antes de sair gastando. A queima de estoque tão tentadora, ou a promoção que tanto chama atenção, muitas vezes é uma estratégia de marketing, que tem como intuito atrair o cliente  e induzi-lo a comprar mais. Só realize a compra se o item estiver na sua lista de presentes e se a qualidade for compatível com o que está buscando. De nada adianta pagar mais barato por um produto que dura pouco ou que oferece algum risco à saúde.

4- Pesquise e pechinche. Não é vergonha entrar em uma loja, para saber o preço dos produtos e sair de mãos vazias. Faça isso antes de comprar, veja com calma se o preço anunciado, realmente, cabe no seu orçamento e se é o melhor encontrado para aquele produto. O mesmo vale para a ceia de Natal. Nada de comprar tudo no mesmo mercado, se não tiver certeza de que os produtos são os mais baratos.

5- Queima de estoque pós-natal. Se a compra dos presentes puderem aguardar as liquidações que acontecem após o ano novo, aproveite. Pois os lojistas querem “se livrar” dos produtos que ficaram “encalhados” no Natal, então, essa é a hora de comprar presentes que sirvam para o ano todo. Mas atenção, nada de querer estocar enfeites de Natal para o próximo ano, pois você pode se empolgar e gastar com algo desnecessário, para o momento.

6- Compre à vista. Para ter um desconto maior e um poder de negociação infalível, pague suas compras no dinheiro. Esse método é benéfico para  controlar os  gastos, uma vez que, só poderá gastar o valor que tiver disponível em sua “carteira”, o que evita endividamentos desnecessários. Além disso, você consegue preços muito melhores comprando à vista.

7- Evite parcelamentos extensos. Fuja dos anúncios que prometem parcelamentos longos e pagamentos para daqui alguns meses. Geralmente, esse tipo de ação do comércio embute em cada parcela juros altos, fazendo, com que no final das contas, você pague pelo produto um valor uma, duas, três vezes, ou mais,  do o seu preço inicial. O ideal é não parcelar as compras no cartão de crédito e no carnê.

8- Não vá as compras com as crianças. Deixe os pequeninos em casa. Além deles não terem paciência de ficar andando para pesquisar preços, as crianças muitas vezes ganham no grito o direito de comprar coisas, que estavam fora da sua lista de presentes. Fora o gasto desnecessário com alimentação e transporte que  terá se levar os filhos as compras.

9- Não deixe para última hora. Tanto os itens da ceia de Natal, como os presentes, não devem ser comprados na última semana, que antecede a data comemorativa. Isso faz com que você não tenha paciência de pesquisar preços e acaba comprando, para se livrar do estresse de um corredor de mercado e shopping abarrotado de gente. O ideal é terminar as compras de Natal, na primeira quinzena de dezembro.

10- Faça seu próprio cartão de Natal. Os cartões de Natal comprados em papelarias com certeza custam mais que um confeccionado por você. Relembre os tempos de escola e coloque a mão na massa. Os seus entes queridos vão adorar a ideia de ganhar um cartão Natal autoral, com toda a sua criatividade. O seu bolso agradecerá também.

O que achou das nossas 10 dicas para economizar no Natal? Agora é a hora, faça um planejamento, pechinche que com certeza você economizará!

Reply