Drenagem pós-plástica: como funciona

Após fazer uma cirurgia plástica, o pós-operatório é muito importante para garantir um resultado perfeito. Entre os tratamentos, temos a drenagem pós-operatória, também conhecida…

Após fazer uma cirurgia plástica, o pós-operatório é muito importante para garantir um resultado perfeito. Entre os tratamentos, temos a drenagem pós-operatória, também conhecida como drenagem linfática, ou seja, uma massagem que ativa o sistema linfático, responsável pela remoção do excesso de fluidos nos tecidos corporais, pela produção de células imunes e pela absorção dos ácidos graxos.

Como após a cirurgia plástica o organismo fica com a imunidade mais baixa e com líquidos estagnados que formam edemas, a drenagem pós-plástica é muito recomendada para ficar com o corpo mais sadio e bonito. Tais líquidos se acumulam no corpo em maior quantidade depois de uma cirurgia porque vários vasos são rompidos.

Na drenagem linfática, o especialista faz manobras específicas na sua pele, de modo que  consiga fazer com que o edema seja drenado para os vasos linfáticos, que absorverão o líquido, que será escoado para a corrente sanguínea e, consequentemente, será excretado via urina.

Para tanto, o massagista pressiona os gânglios, que estão localizados em áreas específicas do corpo. Assim, eles poderão bombear os líquidos retidos nos órgãos excretores para purificar a linfa, enriquecendo-a com os linfócitos, ou seja, as células de defesa. Após esse processo, a linfa é devolvida à corrente sanguínea, pronta para defender o organismo de qualquer invasão não desejada.

Para fazer a drenagem pós-plástica, não é preciso aplicar muita força durante a massagem, pois os vasos linfáticos e os gânglios localizam-se logo abaixo da pele. Então, o mais importante dessa massagem não é a força aplicada, mas sim o modo como ela é realizada.

Como a drenagem pós-plástica faz com que o fluido caminhe pelo organismo, o corpo perde o inchaço, fica forte contra as infecções e as pernas têm a circulação sanguínea ativada, ficando sem dores e com menos sensação de peso. Além do mais, os tecidos são oxigenados e nutridos, o que torna a pele, as unhas e os cabelos mais bonitos e fortes.

Leia Também:  Aumento de Barriga pode ter Relação com a Genética?

De acordo com especialistas, a drenagem linfática faz com que a recuperação após a cirurgia plástica seja mais rápida, além de garantir melhores resultados. Para tanto, a massagem pode começar a ser feita 3 dias depois da operação, no máximo 3 vezes por semana. O número de sessões depende do especialista e do tipo de cirurgia plástica pelo qual você passou. Por isso, converse bastante com o massagista antes de começar o tratamento.

Para ter resultados melhores após a cirurgia plástica, o melhor a fazer é uma drenagem pós-plástica para que o seu organismo fique mais forte e o seu corpo, mais bonito e sem edemas.

Top