Drenagem linfática: mitos e verdades

A drenagem linfática é uma modalidade bastante especial de massagem, que pode ser utilizada para fins estéticos ou mesmo como terapia auxiliar para determinados tratamentos.…

A drenagem linfática é uma modalidade bastante especial de massagem, que pode ser utilizada para fins estéticos ou mesmo como terapia auxiliar para determinados tratamentos. Esclareça algumas dúvidas sobre o assunto e confira mitos e verdades sobre drenagem linfática.

Entenda para que serve a drenagem linfática.

Esclareça algumas dúvidas sobre a drenagem linfática. (Foto: divulgação)

O que é a drenagem linfática

A drenagem da linfa é um processo que ocorre naturalmente no organismo saudável, mas foi desenvolvido um sistema de massagem manual que facilita e potencializa o escoamento desse líquido, a fim de que possa retornar ao sistema circulatório com maior facilidade. O resultado é a diminuição de edemas, que pode ser especialmente importante após a realização de cirurgias ou eventos traumáticos.

Mitos e verdades sobre a drenagem linfática

  • A drenagem linfática só deve ser realizada por fisioterapeuta

Mito. Na verdade não é preciso ser médico ou fisioterapeuta para realizar a drenagem linfática e é muito fácil encontrar cursos que ensinam a técnica. Atualmente é fácil encontrar profissionais capazes de realizar o procedimento, porém é importante verificar se a pessoa é qualificada no assunto. Também é importante lembrar de que existem várias técnicas diferentes de massagens para realizar a drenagem linfática.

Aprenda como realizar a drenagem linfática em casa.

  • A boa drenagem não deve doer

Verdade. Uma drenagem linfática bem executada normalmente não gera dor, pois o processo realizado deve ser bastante lento. O direcionamento do líquido pelos canalículos deve ser feito com muito cuidado, uma vez que qualquer movimento brusco pode fazer com que o líquido acabe se perdendo durante o processo e se espalhando.

A drenagem linfática reduz medidas, mas não emagrece. (Foto: divulgação)

  • O primeiro passo da drenagem é abrir os linfonodos

Mito. Os linfonodos não podem ser fechados e permanecem sempre abertos para receber os líquidos que extravasam da circulação sistêmica. Essa expressão transmite uma ideia muito errada sobre o funcionamento do sistema linfático e pode indicar que o profissional não entende muito bem sobre a fisiologia do organismo.

  • Para facilitar o escoamento da linfa é preciso manter os membros elevados
Leia Também:  Bajuladores - como lidar

Mito. Caso fosse necessário manter os braços ou pernas erguidos para fazer com que a linfa fosse drenada, seriam necessárias de 8 a 10 horas. O escoamento do líquido tem mais a ver com os movimentos realizados pelo profissional do que com a força da gravidade.

  • Drenagem linfática “turbinada” não é uma boa ideia

Verdade. Como o processo de escoamento da linfa é lento, precisa ser realizado com cuidado e muita paciência, por isso qualquer proposta como “drenagem turbinada” ou que transmita a ideia de aceleração do processo, vai contra o ideal de uma boa massagem.

  • Drenagem linfática não emagrece

Verdade. Essa massagem atua na superfície do corpo, diminuindo a quantidade de líquido que extravasa do leito vascular e se perde entre os tecidos, sem a capacidade de agir sobre os locais onde a gordura é armazenada. Por isso se diz que a drenagem linfática reduz medidas, mas não emagrece.

Entenda quando a drenagem linfática deve ser realizada.

Existem diversas técnicas diferentes de drenagem linfática (Foto: divulgação)

A drenagem linfática é um tratamento muito apreciado por pessoas que desejam melhorar os contornos corporais, como também por aqueles submetidos a cirurgias e que necessitam eliminar a água retida na superfície do corpo. É importante verificar se o profissional está qualificado para a realização do procedimento, para que não ocorram prejuízos à saúde do indivíduo.

Top