Dormir pouco prejudica o coração

Quem dorme pouco está colocando a saúde em risco. O sono insuficiente aumenta as chances de AVC, envelhece o cérebro, afeta a capacidade de…

Quem dorme pouco está colocando a saúde em risco. O sono insuficiente aumenta as chances de AVC, envelhece o cérebro, afeta a capacidade de concentração e também aumenta a sensação de cansaço. O indivíduo que dorme menos de 8 horas por dia não oferece ao seu corpo o descanso necessário para repor as energias.

Pessoas que dormem mal possuem mais chances de sofrer com problema cardíaco. (Foto:Divulgação)

Sono insuficiente danifica o coração

Um estudo, coordenado por um cardiologista do Hospital for Sick Children, no Canadá, revelou que dormir pouco prejudica o coração, inclusive durante a adolescência. Os resultados completos foram divulgados no CMAJ (Canadian Medical Association Journal).

Para chegar à conclusão de que a falta de sono aumenta as chances de problemas cardíacos, os pesquisadores canadenses avaliaram os dados de mais de 4.100 adolescentes. Depois de analisar as informações, descobriu-se que os jovens dormiam em média 7,9 horas por noite durante a semana e 9,4 horas por noite aos finais de semana.

Dos participantes, 20% afirmaram dormir poucas horas durante a semana, enquanto 10% disseram não dormir o bastante nos sábados e domingos. O estudo também descobriu que 6% dos adolescentes entrevistados consomem remédios para dormir.

Além de fazer mal para o coração, dormir pouco também afeta a produtividade. (Foto:Divulgação)

Os estudiosos concluíram que a má qualidade do sono está diretamente associada aos fatores de riscos de problemas cardíacos, como massa corporal elevada, maior tamanho da cintura, pressão arterial alta e níveis do colesterol acima do normal.

A pesquisa desenvolvida no Canadá serve de alerta para os adolescentes, que não possuem hábitos saudáveis e com isso comprometem a saúde do coração. Estudos anteriores já comprovaram, inclusive, que a má qualidade do sono aumenta as chances de infarto e insuficiência cardíaca.

Leia Também:  Pacotes de viagens Camboriú 2012

Não é a primeira vez que uma pesquisa associa o hábito de dormir pouco com os problemas cardíacos. A Chicago Medical School, nos Estados Unidos, também constatou que a má qualidade do sono afeta o coração, inclusive entre aqueles que dormem mais de 8 horas por dia.

Saiba mais: Dormir pouco pode aumentar riscos de câncer de mama

Dicas para dormir melhor

Para prevenir problemas de coração, é necessário encontrar meios de dormir mais e melhor. (Foto:Divulgação)

Além de prevenir problemas cardíacos, dormir bem melhora o humor, deixa o indivíduo mais disposto e ajuda a combater uma série de outras doenças. Veja a seguir algumas dicas para melhorar a qualidade do sono:

– Durma de lado! Esta é a melhor posição para desfrutar de um sono profundo;

– Não consuma alimentos pesados antes de dormir;

– Escolha um travesseiro confortável para repousar a cabeça. Quanto ao colchão, ele não deve ser nem muito mole e nem muito duro;

– Procure relaxar na hora de dormir, mantendo a ansiedade sobre controle. Um banho morno ou um chá quente pode ser de grande ajuda;

– Não deixe a televisão ligada, pois as luzes comprometem a qualidade do sono;

– Estabeleça horários para dormir e não se distraia com atividades de entretenimento durante a madrugada, como é o caso da TV, da internet e do videogame.

Saiba mais: Hábitos comuns que afetam o Coração

Top