Dorflex: saiba mais sobre o medicamento

Dorflex: saiba mais sobre o medicamento

Apesar de ser uns dos remédios mais consumidos no Brasil e bastante utilizado no alívio de dores musculares, nem todo mundo conhece algumas informações…

Por Editorial MDT em 03/07/2013

Apesar de ser uns dos remédios mais consumidos no Brasil e bastante utilizado no alívio de dores musculares, nem todo mundo conhece algumas informações importantes sobre o Dorflex, como os princípios ativos, indicações, contraindicações e efeitos adversos. Esclareça as principais dúvidas sobre o assunto e saiba mais sobre o Dorflex.

O Dorflex é uma medicação bastante utilizada no Brasil. (Foto: divulgação)

O que é o Dorflex e quais suas indicações

O Dorflex é um analgésico e relaxante muscular, formulado a base de dipirona, cafeína e citrato de orfenadrina. A medicação pode ser encontrada em comprimidos ou em solução, ambos com prazo de validade de 5 anos.

Esse medicamento é indicado no alívio da dor associada a contraturas musculares ocasionadas por traumas ou processos infamatórios. Também é possível obter bons resultados no alívio das dores de cabeça tensionais.

Mecanismo de ação

A orfenadrina é uma droga de ação central, que além de inibir a atuação da acetilcolina, também possui propriedades anti-histamínicas fracas. Esse fármaco é o responsável por aliviar a dor de origem muscular, através de mecanismos ainda não totalmente esclarecidos. A ação analgésica é potencializada pela presença da dipirona e da cafeína.

Dorflex é indicado para o alívio de dores musculares. (Foto: divulgação)

Contraindicações e cuidados

O uso do Dorflex é contraindicado nos seguintes casos:

  • Pacientes gestantes;
  • Alergia ou intolerância a qualquer um dos componentes da fórmula;
  • Pacientes portadores de glaucoma, obstrução pilórica ou duodenal, acalasia do esôfago, úlcera péptica estenosante, hipertrofia prostática, obstrução do colo vesical ou miastenia grave, devido ao seu fraco efeito anticolinérgico, que pode até mesmo agravar essas comorbidades;
  • Pessoas portadoras de deficiência congênita da enzima glicose-6-fostato-desidrogenase ou metabólicas, como a porfiria, devido a presença de dipirona na formulação;
  • Menores de 12 anos de idade;

É importante ressaltar que a atenção especial deve ser dispensada a alguns casos, dentre os quais é possível destacar:

  • Não está comprovada a segurança do uso do Dorflex durante o período de amamentação;
  • Indivíduos que possuem deficiência de protrombina podem ter uma maior chance de hemorragia;
  • A orfenadrina pode causar sonolência, prejudicando o desempenho de alguns profissionais, especialmente os que manipulam maquinário pesado ou conduzem veículos;
  • O uso da medicação concomitante ao consumo de álcool, fenotiazídicos ou propoxifeno é perigoso para a saúde;
  • Dorflex não é recomendado para tratar rigidez muscular associada ao uso de medicação antipsicóticos.

É importante evitar a automedicação e seguir a prescrição médica. (Foto: divulgação)

Apesar de ser um remédio bastante popular e comumente utilizado pela maioria das pessoas, o Dorflex possui contraindicações importantes e pode oferecer risco à saúde quando utilizado de maneira incorreta. Vale a pena conhecer mais sobre o assunto e ressaltar a importância de utilizar qualquer tipo de medicação apenas com indicação médica, pois a automedicação oferece vários riscos à saúde.

Top