Doenças transmitidas em banheiros públicos

É difícil estar sempre evitando o uso de banheiros públicos e, uma vez ou outra, todo mundo acaba sendo obrigado a visitar esse ambiente…

Por Editorial MDT em 30/05/2012

É preciso ter alguns cuidados ao frequentar banheiros públicos

É difícil estar sempre evitando o uso de banheiros públicos e, uma vez ou outra, todo mundo acaba sendo obrigado a visitar esse ambiente frequentado por um grande números de pessoas completamente desconhecidas e dos mais diversos tipos. O problema surge quanto o local não possui boas condições de higiene ou quando o fluxo de frequentadores é extremamente elevado, tornando o ambiente propício à transmissão de algumas doenças.

Veja também: Banheiro público: cuidados com a higiene.

Principais áreas acometidas e dicas de proteção

Geralmente a parte do corpo que é mais frequentemente acometida é a pele, que está diretamente exposta ao ambiente e aos microrganismos causadores de doenças. A dica para ficar livre de problemas e poder usar banheiros públicos com tranquilidade é se prevenir, seguindo algumas dicas simples e muito eficientes:

  • Evite sentar em bancos ou se apoiar nas paredes do box sem roupa íntima ou qualquer outro tipo de proteção;
  • Em hipótese alguma ande descalço pelo banheiro, mesmo se for tomar banho. A dica é usar chinelos de borracha. Vale lembrar que, caso não exista nenhuma opção para proteger os pés, é importantíssimo lavá-los muito bem com água e sabão após sair do banheiro;

    Lavar as mãos é uma atitude simples que evita diversos problemas

  •  Nunca se sente diretamente no assento do sanitário. Uma boa opção é forrar o vaso com papel higiênico, evitando o contato direto com as partes íntimas. É importante ressaltar que ficar em pé sobre o sanitário é uma atitude arriscadíssima e extremamente não recomendada, pois as chances de acidentes são muito grandes;
  • Outra dica fundamental e que, segundo pesquisa realizada pela Sociedade Americana de Microbiologia, 25% dos homens não fazem, é se lembrar de lavar muito bem as mãos com água e sabão antes e após usar o banheiro. As mãos manipulam objetos como torneiras, maçanetas, tampas do sanitário e encostam em tudo, dando a chance de microrganismos se fixarem entre os dedos ou sob as unhas. A transmissão acontece quando a mão toca os alimentos, é levada à boca ou toca em mucosas.

Veja também: Higiene das mãos: entenda porque isso é tão importante.

Porque os banheiros são perigosos

Quando não há higiene adequada, o grande número de frequentadores e as condições do ambiente acabam aumentando as chances de contrair vírus e bactérias potencialmente patogênicos. Devido às finalidades do local, o risco se torna ainda maior, pois é grande o número de doenças que podem ser transmitidas com o contato de fezes, urina ou outros tipos de secreção. Por isso o importante é se cuidar.

As doenças que se pode pegar

As micoses de pele são as patologias mais fáceis de serem adquiridas e, por sorte, também são as mais fáceis de tratar. Entretanto é possível ocorrer a contaminação por agentes mais nocivos, como o vírus da hepatite A e, em situações bastante raras, infecções genitais como sífilis.

Apesar de muitas pessoas terem medo, é muito difícil adquirir DSTs como o HPV através do uso de banheiros públicos, porque esse tipo de entidade é transmitido, rotineiramente, por via sexual.

Forrar o vaso sanitário é indispensável

Tentar evitar o uso de banheiros públicos em condições inadequadas de limpeza e tomar muito cuidado com a própria higiene, lembrando-se de sempre estar calçado, forrar o assento sanitário e lavar bem as mãos, são medidas simples, mas que podem fazer toda a diferença na prevenção de preocupações desnecessárias.

Top