Doenças que o teste do pezinho pode identificar

O Teste do Pezinho é nacionalmente realizado em todos os recém-nascidos. Todo mundo sabe que ele é muito importante, porém poucos conhecem seu real…

Algumas gotinhas de sangue podem fazer toda a diferença

O Teste do Pezinho é nacionalmente realizado em todos os recém-nascidos. Todo mundo sabe que ele é muito importante, porém poucos conhecem seu real significado. Fique por dentro do assunto e confira algumas informações a respeito desse exame imprescindível.

Confira os exames que o recém-nascido deve fazer.

O Teste do Pezinho

O Teste do Pezinho é um exame realizado de triagem, essencialmente após o terceiro e até o sétimo dia de vida do pequeno. Ele tem como principal função, identificar de forma rápida e eficiente, em torno de 30 doenças que, em especial, necessitam de diagnóstico precoce, por poderem apresentar lesões irreversíveis e evitáveis ao recém-nascido. Entre as alterações podemos citar o retardo mental, como a mais preocupante.

Doenças que podem ser identificadas

Através de uma pequena quantidade de sangue colhida por uma pequena punção no calcanhar, é possível identificar se o recém-nascido apresenta as seguintes doenças:

  • Fenilcetonúria;
  • Hipotireoidismo congênito;
  • Hiperplasia da adrenal congênita;
  • Fibrose cística;
  • Galactosemia;
  • Deficiência de biotinidade;
  • Toxoplasmose congênita;
  • Deficiência de G6fosfato desidrogenase;
  • Sífilis;
  • Anemia falciforme;
  • Citomegalovírus congênita;
  • Aids neonatal;
  • Rubéola congênita;
  • Doença de Chagas congênita;
  • Herpes congênita, entre outras.

Vale lembrar que a quantidades de doenças pesquisadas varia de acordo com a opção ou não de realizar o exame pela rede privada, bem como também varia de acordo com o estado brasileiro em que a criança reside.

O exame deve ser realizado entre o terceiro e sétimo dia de vida

Direito garantido

Desde o dia 14 de Novembro de 1983, entrou em vigor a Lei número: 3914, a qual obriga a realização do Teste do Pezinho em hospitais e maternidades, tanto da rede pública, quanto privada. Dessa forma, a mãe ou qualquer outro familiar pode exigir a realização do teste nas instituições. Na rede pública, o SUS (Sistema Único de Saúde) instituiu o programa de Triagem Neonatal, o qual identifica quatro doenças:

  • Fenicetonúria;
  • Hipotireoidismo congênito;
  • Fibrose cística;
  • Anemia falciforme.
Continuar Lendo  Leilão de Apartamentos no Rio de Janeiro

Compreendendo o resultado

É de extrema importância que a mamãe fique atenta ao dia do resultado do exame. Em alguns casos, é possível que o laboratório ou a instituição solicite um novo exame, porém não é preciso se preocupar, uma vez que essa nova solicitação não é sinônimo de doença, mas sim de que o resultado não foi esclarecedor, não descartando, nem afirmando que o recém-nascido seja portador de alguma enfermidade.

Como é feito o tratamento?

Quando detectado algum tipo de anormalidade, é necessário que o tratamento seja iniciado já na primeira semana de vida do bebê. Isso ajudará a evitar um quadro de problemas físicos ou deficiência mental, que uma vez instalado pode ser irreversível.

Saiba mais sobre os cuidados com o recém-nascido.

É fundamental que a mãe fique atenta quanto ao resultado do exame

O Teste do Pezinho é um exame essencial na vida do recém-nascido. Isso por ter como função principal o diagnóstico de doenças que podem ocasionar sérios comprometimentos. O importante é ficar aos direitos e solicitar o exame, que é primordial para que a criança tenha uma vida saudável.

Conheça o teste do olhinho, um exame que todo bebê deve fazer.

Top