Doenças causadas pela carne estragada

Os alimentos estragados representam um grande risco à saúde e por isso é preciso sempre estar atento nas mercadorias consumidas. A carne é um…

Os alimentos estragados representam um grande risco à saúde e por isso é preciso sempre estar atento nas mercadorias consumidas. A carne é um dos alimentos mais delicados, pois descuidos com seu armazenamento, manipulação e transporte podem acarretar em contaminação do material, que se torna impróprio para o consumo. A persistência em consumir esse tipo de carne é capaz de resultar em graves transtornos. Fique por dentro do assunto e conheça as principais doenças causadas pela carne estragada.

Conheça os sintomas de intoxicação alimentar.

A carne é um produto delicado e por isso deve ser tratada com cuidado. (Foto: divulgação)

Doenças causadas pela carne estragada

O menor dos erros é capaz de resultar em contaminação da carne por agentes altamente patogênicos, capazes de provocar uma grande variedade de sintomatologia. Conheça alguns dos principais agentes infectantes da carne e saiba como caracterizá-los.

  • Bacilus cereus

É uma bactéria com período de incubação que varia entre 8 a 16 horas. Os principais sintomas são diarreia aquosa, intensas dores abdominais do tipo cólica, náuseas e, mais raramente, vômito. Além da carne vermelha, esse agente também pode ser encontrado no leite, vegetais e produtos cereais indevidamente manipulados e está intimamente ligado com a manutenção dos alimentos por tempo e temperaturas inadequados ou reaquecimento insuficiente.

Confira dicas de como armazenar adequadamente os alimentos.

É essencial a higiene adequada de todos os utensílios que entram em contato com o produto. (Foto: divulgação)

  • Staphylococcus aureus

Com período de incubação de 1 a 8 horas, essa bactéria é bastante comum nas carnes e outros alimentos estragados e causa diarreia, vômitos, fortes cólicas abdominais e prostração do paciente. Entre os principais alimentos envolvidos estão os cárneos, frango, doces e salgados e produtos muito manipulados, como os de confeitaria. Está relacionado a fatores como a higiene dos manipuladores bem como de todo o equipamento e utensílios que entram em contato com o produto.

  • Clostridium perfringens
Leia Também:  Decoração de festa preto e branco

Com incubação de 8 a 22 horas, geralmente resulta em intensa dor abdominal acompanhada de diarreia e flatos. Essa bactéria pode ser encontrada em carnes cozidas ou assadas e sua ocorrência está ligada à fatores como o descongelamento em temperatura inadequada, resfriamento muito lento ou reaquecimento insuficiente.

  • Salmonella

É uma bactéria de ocorrência frequente, com incubação de 6 a 72 horas e que causa intensas dores abdominais, diarreia, febre acompanhada de calafrios, náuseas, vômito, mialgia, cefaleia e mal-estar generalizado. Para se prevenir é necessário tomar cuidado com carnes bovinas e de aves, bem como produtos à base de ovos crus. Geralmente é decorrente de contaminação da matéria prima na origem do produto.

Saiba quais alimentos não deveriam ser consumidos no calor.

Descaso com o armazenamento é um dos fatores que causa a contaminação do produto. (Foto: divulgação)

A carne é um produto consumido pela maioria das pessoas e qualquer tipo de falta de cuidado na manipulação, armazenamento e transporte desse tipo de produto é capaz de resultar em doenças bastante incômodas.

Top