Diferenças entre asma e bronquite crônica

As doenças respiratórias são bastante frequentes, especialmente na infância, e alguns termos podem acabar sendo confundidos, deixando os pais preocupados e sem entender exatamente…

Por Editorial MDT em 29/03/2012

As doenças respiratórias são bastante frequentes, especialmente na infância, e alguns termos podem acabar sendo confundidos, deixando os pais preocupados e sem entender exatamente o que se passa. A bronquite e a asma são dois problemas distintos, porém constantemente trocados ou usados como sinônimos. Saiba mais sobre o assunto e como diferenciá-los.

Passada a crise de asma, a pessoa volta ao normal

☰ CONTEÚDO

Asma

É uma doença onde há inflamação crônica das vias aéreas. O quadro clínico mais frequente é a ocorrências de crises, desencadeadas por uma hiper-reatividade brônquica a diversos estímulos, onde as estruturas responsáveis por conduzir o ar até os pulmões ficam edemaciadas por dentro, dificultando a passagem de oxigênio.

As queixas mais comuns, durante as crises, são tosse, aperto e chiado no peito e principalmente falta de ar, que pode cursar com cianose perilabial e/ou digital (devido à falta de ar, os lábios e a ponta dos dedos se tornam azulados). Passada a crise, que pode cessar espontaneamente, a pessoa volta ao normal.

Essa doença é subdividida em duas classes:

  • Asma alérgica

Quando desencadeada por contato com alérgenos, provocando a reação dos brônquios, como ácaros, fungos, pelos de animais e pólen. É mais comum entre pessoas da mesma família e tem maior prevalência em crianças, que geralmente apresentam outras queixas de alergia, como rinite alérgica e/ou dermatite atópica.

  • Asma não alérgica

Ocorre quando as crises não possuem relação com exposição a substâncias alergênicas. Pode ser desencadeada pelo exercício físico, baixa temperatura do ar, uso de medicação (como anti-inflamatórios não esteroides), estresse, doença do refluxo gastroesofágico e infecções respiratórios, além de ser mais comum em adultos.

Na bronquite se observa tosse produtiva

Bronquite crônica

O termo “bronquite” apenas significa “inflamação dos brônquios”, que é uma porção das vias respiratórias. O termo correto para se referir à doença é “bronquite crônica”, que é um tipo de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (conhecida pela sigla DPOC), e é definida como tosse produtiva persistente por mais de três meses no ano, por pelo menos dois anos consecutivos. A principal queixa é tosse carregada, acompanhada de expectoração, que é mais intensa pela manhã e nos meses de Inverno.

O fator mais frequentemente envolvido no aparecimento do quadro é o tabagismo, que provoca uma inflamação nos brônquios e pulmões, levando ao aumento na produção de muco e estreitamento das vias aéreas.

O motivo da confusão

A confusão existente entre as duas doenças se deve ao fato do termo “bronquite” ter se tornado um termo leigo para se referir à outra doença, que na realidade é a asma. Para a maioria das pessoas, asma é uma doença muito grave e carregada de estigmas. Por isso, não é incomum os próprios médicos conversarem com os pais dos pacientes usando o termo “bronquite” para se referir à asma.

O cigarro causa de bronquite e também pode provocar crise de asma alérgica

Conhecendo um pouco sobre as doenças fica muito mais fácil usar o termo correto. É importante deixar claro que ambos os problemas possuem tratamento e os pacientes podem ter uma excelente qualidade de vida se seguirem todas as recomendações médicas.

Top