Dietas para crianças com colesterol alto

Confira Dietas para crianças com colesterol alto e veja como garantir a saúde dos pequenos com uma reeducação alimentar. É muito comum crianças terem muita…

Confira Dietas para crianças com colesterol alto e veja como garantir a saúde dos pequenos com uma reeducação alimentar. É muito comum crianças terem muita resistência na hora de comer frutas e verduras, porém é preciso ter uma alimentação saudável desde cedo para que problemas como colesterol alto não surjam ainda na infância.

É importante lembrar que o colesterol alto não é restrito em crianças gordinhas, afinal criança magra não é sinônimo de criança saudável, por que por exemplo ela pode comer pouco, mas alimentos pobres em nutrientes e ricos em gorduras.

Dietas para crianças com colesterol alto. (Foto: Divulgação)

Confira: Cursos para crianças – sugestões

Dietas para crianças com colesterol alto

Dietas restritas demais não funcionam, além de poder prejudicar o crescimento da criança. O ideal é fazer retiradas de certos alimentos, se desaceleram outros e tenta-se inserir um novo aprendizado com leguminosas e frutas. Confira dicas de dietas para crianças com colesterol alto:

Alimentos de uso restrito

Embutidos são perigosos para uma criança com colesterol alto. Foto: Ilustrativa

  •  Leite integral
  •  Queijos amarelos
  •  Queijos cremosos
  •  Leite condensado
  •  Creme de leite
  •  Manteiga
  •  Chantily
  •  Peixes gordos e enlatados
  •  Vísceras (coração, fígado, rim, etc.)
  •  Carne de porco, bacon
  •  Embutidos (salame, presunto, salsicha, etc.)
  •  Camarão, caranguejo, marisco, caviar
  •  Maionese
  •  Gema de ovo
  •  Chocolates
  •  Bolachas recheadas
  •  Margarinas e cremes vegetais comuns
  •  Azeite de dendê, gordura de coco

Alimentos permitidos

Os vegetais folhosos estão liberados. Foto: Ilustrativa

  • Leite desnatado
  •  Queijo branco
  •  Ricota
  •  Iogurte desnatado ou light
  •  Carnes magras
  • Aves sem pele
  •  Peixes não gordurosos, não fritos
  •  Clara de ovo
  •  Macarrão integral
  •  Feijão (soja, ervilha, lentilha, etc.)
  •  Vegetais folhosos
  •  Legumes
  •  Frutas
  • Cereais integrais (arroz, aveia, trigo, milho, etc.)
  •  Margarinas especiais com fitosterois
  •  Óleos (canola, milho, girassol, oliva)
  •  Mel
  •  Geleias
  •  Biscoitos simples sem recheio, preferencialmente caseiros
  •  Pão branco e integral
Leia Também:  Casinha de Boneca Modelos, Preços, Onde Comprar

Alimentos que devem ser evitados

As batatinhas fritas devem ser evitadas. Foto: Ilustrativa

  •  Creme de leite.
  • Queijos duros.
  •  Sobremesas com ovo.
  •  Bolos ou pães de confeiteiro ou adquiridos em mercados.
  •  Cookies
  •  Hambúrguer
  •  Ketchup
  • Molhos prontos
  •  Embutidos em geral
  • Batatas fritas
  •  A gordura da manteiga
  • Sopas de creme
  • Cachorros-quentes
  •  Maionese
  •  Pizza com alto percentual de gordura ou queijo
  •  Sorvetes
Leia mais: Dicas para nutrição infantil

Como fazer a dieta de uma criança com colesterol?

Café da manhã

Inclua alimentos ricos em fibras, como cereais, pães, sucos, queijo e iogurte. Note-se que a fruta tem mais fibra do que o suco de fruta, use leite desnatado ou com baixo teor de gordura, em vez de leite integral.

Almoço

Use pães de grãos integrais para fazer um sanduíche saudável. Grãos integrais aumentam a quantidade total de fibras na dieta. Dê à sua criança sopas com pimentão e sempre sirva frutas frescas com a casca com as refeições.

Exercícios

Crianças com colesterol alto devem exercitar aerobicamente por cerca de 30 minutos, pelo menos 3 vezes por semana; a atividade pode ser a pé, de bicicleta, natação, patinação, corrida, etc. Devem limitar o tempo de televisão e jogos de vídeo-game em 2 horas ou menos por dia e incentivar seu filho a usar as escadas em vez de elevadores.

Entenda o colesterol alto em crianças

Conforme a idade das crianças, elas podem ajudar durante as preparações, pois elas aceitam muito bem os alimentos quando são incluídas no processo. Foto: Ilustrativa.

O aleitamento materno exclusivo até os seis meses protege a criança contra o excesso de colesterol e também desta forma não expõe à criança a uma alimentação inadequada. Após os seis meses, é importante cuidar com a introdução gradual e correta de alimentos. Entre os dois e três anos, é onde pode começar o problema, pois a criança fica seletiva na alimentação e os pais podem oferecer salgadinhos, frituras, bolachas e doces, criando assim os maus hábitos alimentares.

Leia Também:  Dicas para evitar crises de asma

Além de seguir dietas balanceadas, é preciso entender como ele funciona no organismo delas.Nós temos duas fontes de colesterol: uma que é derivada de alimentos e outra que produzida pelo nosso próprio organismo, especialmente no fígado. Assim, se consumirmos em excesso alimentos com gordura, associado a nossa produção, teremos um acúmulo exagerado que é o colesterol alto. O consumo exagerado de produtos industrializados é o principal responsável pelos casos de obesidade, diabetes, hipertensão e colesterol alto entre crianças e adolescentes.

Leia também: Como aumentar a imunidade do seu bebê

Aproveite as dicas de dietas para crianças com colesterol alto e elabore um cardápio mais saudável. Continue acompanhando as publicações do Mundo das Tribos, pois temos muitas outras dicas para garantir a saúde das crianças.

Top