Dieta garante reduzir 10% do peso em somente 10 dias

Uma dieta  trazida da Itália faz com que uma pessoa fique dias sem colocar um alimento se quer na boca. Conhecida como Dieta Cetogênica…

Por Editorial MDT em 20/03/2012

Uma dieta  trazida da Itália faz com que uma pessoa fique dias sem colocar um alimento se quer na boca. Conhecida como Dieta Cetogênica de Nutrição Enteral ou KEN, ela se baseia numa alimentação somente em forma líquida desenvolvida de proteínas e nutrientes, colocadas em pingos diretamente no estômago por meio de uma sonda.

Uma bomba elétrica se incumbe de oferecer dois litros da composição durante 24 horas. Quem realiza a dieta pode levar uma vida normal, desde que leve consigo uma bolsa com a mistura e se alimente do líquido durante a noite. Mas a dieta não é totalmente restrita, a pessoa pode sem problemas, tomar água, chá, açúcar ou adoçante e café sem leite.

A dieta obriga o organismo a usar a própria gordura para conseguir energia. Cada período concluído da dieta é perdido até 10% do peso em somente 10 dias. O efeito ocorre sem perda da musculatura e sem provocar fome.

Cada período concluído da dieta é perdido até 10% do peso em somente 10 dias.

O método foi bolado por Gianfranco Cappello, professor agregado da Instituição de Roma. Gianfranco é especialista em alimentação artificial e tratou, com êxito cerca de 40 mil indivíduos com a técnica. A dieta chegou à Grã-Bretanha através do gastroenterologista consultor, Ray Shidrawi. Segundo Ray a dieta pode ser uma promessa para a redução de peso no Reino Unido.

“Sem carboidratos, duas coisas acontecem”, afirmou ele. “Primeiro, você não sente fome. Segundo, seu corpo começa a queimar as reservas de gordura a uma taxa enorme. Quando a dieta é administrada consistentemente ao longo de 24 horas, o corpo permanece no modo de queima de gordura. Quanto mais pesado você for, mais peso você perde”, explicou Shidrawi.

“Me choca que pessoas estejam dispostas a ter um tubo inserido no nariz para emagrecer. Pode imaginar indo a uma reunião com este tubo no nariz?”,questiona Helen Bond, nutricionista e porta-voz da British Dietetic Association.

A dieta não é aconselhada para indivíduos com insuficiência renal ou alergia a proteínas do leite.

Helen alega que com a restrição de calorias da dieta é comum que o indivíduo perca peso. Todavia, segundo ela o saudável é a perda de 2 kg a 3 kg semanalmente, durante um longo período. “As razões psicológicas e emocionais para o excesso de comida também precisam ser abordadas”, disse ela.

Mas, Ray está seguro de que o método é seguro. “Antes de testar em um paciente, fizemos uma análise médica detalhada. Verificamos sua composição corporal – quanto é gordura, quanto é músculo. Do total, 66% da perda de peso é gordura e 30% é água.”

A dieta não é aconselhada para indivíduos com insuficiência renal ou alergia a proteínas do leite. O principal efeito colateral é a constipação, acarretada por deficiência de fibras. Outro efeito é o mau hálito, já que cetonas (desenvolvidas quando o organismo queima sua própria gordura) são expulsadas através da urina e da respiração.

Top