Dieta do Gengibre

Dieta do Gengibre

A Dieta do Gengibre pode ser uma opção interessante para quem quer emagrecer de maneira saudável, sem apostar em fórmulas milagrosas e que acabam…

Por Andre em 15/03/2015

A Dieta do Gengibre pode ser uma opção interessante para quem quer emagrecer de maneira saudável, sem apostar em fórmulas milagrosas e que acabam trazendo problemas.

Dieta do Gengibre (Foto Ilustrativa)

Originário da Ásia, o gengibre é uma raiz tuberosa que vem sendo bastante utilizada no Brasil, tanto na culinária quanto no tratamento de algumas enfermidades, já que possui inúmeros benefícios.

Fazendo uma pesquisa rápida na internet, é possível encontrar vários relatos de pessoas que adotaram essa dieta e conseguiram não só perder peso, mas também tiveram uma melhora geral na saúde, passando a se sentir muito melhor e com um corpo fininho.

Dieta da Pimenta

Dieta do Gengibre

Com o seu potencial termogênico, o gengibre ajuda a secar a barriga (Foto Ilustrativa)

Rico em substâncias termogênicas, o gengibre tornou-se um grande aliado para eliminar os quilinhos extras, já que o seu consumo diário, nas doses certas, ativa o metabolismo do organismo, potencializando a queima da gordura corporal.

Ou seja, essa dieta consiste, basicamente, em incluir a especiaria no seu cardápio diário, pois ela vai acelerar o gasto calórico, fazendo com que perder aquelas gordurinhas que tanto te incomodam se torne uma tarefa mais fácil.

No entanto, vale ressaltar que não existe nenhum milagre na dieta com gengibre. Ou seja, não adianta só passar a consumir essa raiz com frequência para emagrecer. A ingestão da especiaria precisa ser acompanhada de uma dieta saudável e equilibrada e também da prática regular de atividades físicas.

Outros benefícios do gengibre

A raiz pode ser consumida de diferentes maneiras (Foto Ilustrativa)

E não é só emagrecer o que essa poderosa raiz faz. Os benefícios do gengibre são inúmeros, graças à presença do gingerol, substância que possui propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, protegendo o organismo de bactérias e fungos responsáveis por várias doenças.

Além disso, o gengibre é ótimo para aliviar problemas estomacais como enjoos, náuseas, indigestão e gases, auxiliando também na digestão de alimentos gordurosos, características que levam a raiz a estar presente na fórmula de vários medicamentos (laxantes, antiácidos e antigases).

Ele também combate cólica menstrual e mau hálito, podendo ainda trazer alivio para aqueles dias de ressaca. E com o seu poder anti-inflamatório, o gengibre é usado no tratamento de dores musculares, incômodos causados pela artrite, tosse, bronquite e problemas respiratórios em geral.

Outro uso da raiz é no tratamento de queimaduras, quando é utilizado o óleo extraído do vegetal. E como já comentamos anteriormente, o gengibre pode aparecer ainda na culinária, dando um sabor diferenciado a vários pratos.

Como usar o gengibre na dieta

Além de emagrecer, o gengibre também traz outros benefícios (Foto Ilustrativa)

Agora que você já sabe que o gengibre emagrece, deve estar se perguntando como ele pode ser usado na dieta. Isso pode acontecer de várias maneiras, como consumindo a raiz crua, em conserva, temperando alguns alimentos, em chás, sucos ou em algumas receitas.

Há ainda outras duas maneiras muito conhecidas de usar o gengibre na dieta, que vamos comentar a seguir.

Dieta da Proteína: alimentos permitidos e proibidos

Água de gengibre

A água de gengibre é uma boa para incluir a raiz na dieta (Foto Ilustrativa)

Uma das maneiras mais comuns de incluir o gengibre na dieta é ingerindo a famosa água de gengibre diariamente, uma bebida termogênica que ajuda a secar a barriga, além de muito simples de fazer.

Basta encher uma garrafa com água filtrada (500 ml) e adicionar quatro ou cinco rodelas de gengibre (ou duas colheres da raiz ralada). Deixe a mistura na geladeira, de um dia para o outro, e beba a água de gengibre diariamente.

Uma dica importante é trocar as rodelas de gengibre pelo menos uma vez ao dia, para potencializar seus efeitos, pois com o tempo, a raiz pode perder parte de suas propriedades.

Suco de limão com gengibre

O suco de limão com gengibre possui muita fama (Foto Ilustrativa)

Outra opção interessante é beber o suco de limão com gengibre diariamente, como substituto da água de gengibre. Nesse caso, basta acrescentar uma colher (de café) de gengibre ralado ao suco de limão. Se quiser aumentar o poder detox da bebida, acrescente folhas de couve e bata tudo no liquidificador.

Mais sucos com gengibre

Há vários outros tipos de sucos que podem levar o gengibre (Foto Ilustrativa)

Para que você não enjoe, a dica é variar nos sucos com gengibre, facilitando o consumo diário da raiz. Algumas das opções mais conhecidas são:

– Suco de cenoura, abacaxi, limão e gengibre

Bata um pedaço de gengibre (5 cm), uma cenoura, duas fatias de abacaxi, 200 ml de suco de limão e gelo a gosto no liquidificador e coe.

– Suco de melão com gengibre

Leve uma colher (chá) de gengibre em pó, três xícaras (chá) de melão cortado em cubos, uma colher (sobremesa) de sementes de melão e uma xícara (chá) de água gelada ao liquidificador, bata tudo, coe e beba em seguida.

– Suco de abacaxi com gengibre

Duas fatias grossas de abacaxi, um pedaço de gengibre (3 cm), cinco folhas de hortelã, uma xícara (chá) de água e gelo a gosto. Bata no liquidificador e coe.

– Suco de cidreira e gengibre

Leve ao liquidificador sete folhas de erva-cidreira trituradas, uma colher (café) de gengibre em pó e 200 ml de suco de lima-da-pérsia e bata tudo, coando em seguida.

Cuidados e contraindicações

A dieta do gengibre é contraindicada para gestantes e pessoas que têm hipertireoidismo (Foto Ilustrativa)

Mesmo com todos esses benefícios, o consumo do gengibre deve acontecer de maneira moderada, pois o excesso pode levar ao surgimento de hemorragia, diarreia, azia e desconforto estomacal. A quantidade recomendada varia de 2g a 4g por dia.

Dieta detox: como fazer?

Outro detalhe importante é que a dieta do gengibre deve ser evitada por gestantes, pessoas que têm hipertireoidismo e pacientes que utilizam medicamentos anticoagulantes, sendo contraindicada também para quem toma remédios para hipertensão e para o controle da diabetes.

Top