Andre 17/12/2014 Bem Estar

Em meio aos mais variados tipos de dietas que têm surgido ultimamente, prometendo verdadeiros milagres em relação à perda de peso rápida e saudável, uma vem ganhando bastante destaque. Confira maiores detalhes sobre a Dieta do DNA como fazer na matéria a seguir.

Dieta do DNA como fazer (Foto Ilustrativa)

Uma das mais recentes novidades do mercado de dietas, a dieta do DNA também objetiva a perda de peso rápida, como a maioria das outras alternativas, para que você possa entrar em forma em pouco tempo, apresentando aquele corpinho tão desejado.

Mas o diferencial desse tipo de dieta é que ela tem como base a análise científica dos genes da pessoa interessada em perder peso, o que dá a ela um certo status, já que muitas outras opções não possuem embasamento científico.

Dieta com óleo de coco

Dieta com clara do ovo

Dieta do DNA como fazer

Ela é uma boa opção para secar a barriga (Foto Ilustrativa)

Também conhecida como dieta do perfil genético, ela consiste em criar uma dieta equilibrada, com o cardápio mais adequado, considerando determinados fatores genéticos da pessoa interessada em adotá-la.

Para tanto, é necessário fazer um exame de mapeamento genético, a partir da saliva, que demora de 20 a 40 dias para ficar pronto. Recebido o resultado, o médico pode determinar quais alimentos e até exercícios são os mais adequados para aquela pessoa.

Como funciona a Dieta do DNA

Todas as características individuais do organismo são detalhadas no resultado do exame, mostrando, por exemplo, como a pessoa processa gorduras, carboidratos e proteínas, além de muitos outros detalhes (quais vitaminas precisa em maior quantidade, se tem facilidade para engordar ou emagrecer, etc).

E é a partir daí que a dieta daquela pessoa é montada, contendo os alimentos e substâncias mais indicadas para que ela possa emagrecer sem comprometer a sua saúde, além de reforçar o organismo com a intenção de evitar uma série de doenças (diabetes, hipertensão, colesterol alto e problemas cardiovasculares, entre outras).

O objetivo principal é a perda de peso rápida (Foto Ilustrativa)

Benefícios da Dieta do DNA

Os benefícios da dieta do DNA são vários, começando, é claro, com a perda de peso, objetivo principal de quem opta por esse tipo de dieta. Além disso, como o relatório do exame de DNA é bastante claro, a pessoa passará a ingerir alimentos que são os mais adequados para o seu perfil genético, sem adivinhações.

Outro detalhe muito importante é que através do exame, também dá para detectar quais as patologias de maior risco para aquele indivíduo, e o planejamento do cardápio diário também levará em conta essas informações.

Ou seja, a dieta do DNA também contribui para prevenir diversas doenças, com destaque para aquelas de mais risco para você, permitindo levar uma vida muito mais saudável.

Os resultados podem servir até para determinar quais os melhores exercícios para você.

Vantagens da Dieta do DNA

Ela facilita o emagrecimento e tem como base um cardápio criado a partir das suas características genéticas, o que pode facilitar a continuidade e permitir uma melhora geral da sua saúde.

Tendo um acompanhamento profissional periódico, essa dieta pode ser adotada praticamente pelo resto da vida, desde que esteja dando os resultados almejados.

Através da análise do perfil genético, também é possível identificar os melhores exercícios físicos para a pessoa (Foto Ilustrativa)

Desvantagens da Dieta do DNA

Uma das principais desvantagens da dieta do DNA é o alto custo para fazer o exame de perfil genético, que ainda é feito em poucos lugares. Tais situações restringem bastante o acesso a essa dieta.

Além disso, alguns médicos afirmam que o exame genético sozinho não é capaz de determinar o que uma pessoa pode ou não comer, sendo necessária uma análise muito mais ampla sobre o indivíduo.

Alimentos permitidos na Dieta do DNA

Isso dependerá do que o exame de DNA vai mostrar, mas de maneira geral, não costumam faltar itens como frutas, verduras, carnes magras, peixes, alimentos integrais, legumes, leite desnatado, etc.

Alimentos proibidos na Dieta do DNA

Com essa dieta, é possível escolher os alimentos de acordo com o perfil individual (Foto Ilustrativa)

Essa lista também depende do resultado do teste individual, mas como em outras dietas que visam o emagrecimento, itens como alimentos ricos em gordura animal, açúcar, carnes gordas, doces e embutidos devem ser cortados do cardápio ou ter o consumo bastante reduzido.

Sugestões de cardápios para Dieta do DNA

Assim, fica muito mais fácil personalizar a dieta (Foto Ilustrativa)

Assim como informamos acima, a sugestão de cardápios para dieta do DNA também vai depender da análise do perfil genético, para que seja montada a dieta mais adequada para cada pessoa, contendo as porcentagens de nutrientes e os tipos de gorduras mais benéficos.

Cuidados a serem seguidos

Além do emagrecimento, a dieta do DNA aumenta a imunidade do organismo (Foto Ilustrativa)

Para quem adota a dieta do perfil genético, o cuidado principal é sempre manter o acompanhamento médico, para que os resultados obtidos sejam os melhores. Qualquer alteração no cardápio e nos exercícios deve ser comunicada ao profissional.

Outros artigos

Mitos e verdades sobre obesidade

05/02/2013

Mitos e verdades sobre obesidade

A obesidade e busca pelo corpo perfeito são temas bastante discutidos e que atraem a atenção do público. Infelizmente é possível identificar inúmeras crendices e inv...