Dieta da evolução

Segundo Arthur De Vany, autor do livro “A nova dieta da evolução”, as pessoas da idade da pedra eram magras e musculosas, pois se…

Por Editorial MDT em 28/12/2011

Segundo Arthur De Vany, autor do livro “A nova dieta da evolução”, as pessoas da idade da pedra eram magras e musculosas, pois se alimentavam apenas do necessário e faziam diversas atividades físicas ao longo do dia. A alimentação era escassa principalmente de açúcar e farinha, os dois vilões da modernidade. Eles vivam bem, saudáveis e com corpos atléticos. Então, por que não tentar?

A dieta da evolução sugere ainda um jejum pelo menos uma vez por semana, afinal, não era sempre que conseguiam os alimentos necessários. Sendo assim, uma certa fome acontecia de vez em quando. Você não precisa sofrer com fome, mas ficar alguns instantes com o estômago vazio pode ajudar na dieta. O organismo começa a queimar a gordura armazenada para se manter estável.

Como fazer a dieta da evolução

O primeiro passo é reduzir ou mesmo exterminar a glicose e o amido. Essa medida ajuda a perder peso e retarda o envelhecimento. O amido é um dos principais ingredientes para engordar. Ele está presente em farinhas no geral, como a farinha de trigo. Por isso é preciso tomar cuidado com as massas.

Lembre-se de passar um pouco de fome pelo menos uma vez por semana. Que tal na segunda-feira? O dia de começar qualquer dieta. Nesse dia coma menos e deixe o estômago sentir que você está se alimentando com mais escassez. Não faça isso todos os dias, pois deixa o metabolismo mais lento, o que não é interessante para quem deseja emagrecer.

Pratique exercícios físicos com intensidade. Pode ser em curtos espaços de tempo, mas que sejam intensos, como uma corrida, dança com queima calórica e assim por diante. Assim você elimina peso e ainda modela o corpo. Os ancestrais viviam em caça, corridas pela sobrevivência, escaladas e muito mais. Procure atividades que movimentem todo o corpo. É possível emagrecer com a dieta da evolução e ainda manter a saúde em dia, diferente de muitas dietas modernas.

O que é permitido?  Vegetais, proteína animal, frutas, nozes e gordura boa. Prefira a carne de boi magra, fígado carne de porco, frango, peru e assim por diante. Em relação à gordura boa, estamos falando de azeite de oliva, ômega 3, óleo de fígado de bacalhau, etc.

Já os alimentos proibidos são: grão, laticínios, amido, óleos e gorduras e industrializados. Capriche nas frutas, legumes e vegetais, pois são eles que garantem uma alimentação saudável, leve e de queima calórica.

Top