Dicas para voltar a trabalhar após o nascimento do bebê

Depois de nove meses de gravidez, você não aguenta mais de vontade de ver a carinha do seu bebê. Após o nascimento, os primeiros…

Depois de nove meses de gravidez, você não aguenta mais de vontade de ver a carinha do seu bebê. Após o nascimento, os primeiros meses de cuidado com a criança são integrais, já que as mamães têm direito à licença-maternidade de quatro ou seis meses, dependendo da empresa. Quando esse período acaba é hora de voltar para o trabalho e o coração fica apertado de ter que deixar o filhinho em casa, com uma babá, um parente próximo ou em um berçário. Algumas dicas podem ajudar a superar esse momento.

Não se sinta culpada por voltar ao trabalho (Foto: divulgação)

Não se esqueça de que ter uma atividade profissional também pode ser importante para que você seja uma mãe mais feliz. Aproveite melhor o tempo que você passa com seu filho, priorizando qualidade a quantidade. Não se sinta culpada. Se você ama sua profissão, é necessário trabalhar, não apenas para dividir as despesas com o companheiro, mas para se sentir realizada por completo.

Para cuidar da criança em sua ausência procure alguém de confiança, para não ficar preocupada. Após resolver com quem o bebê irá ficar faça um “treinamento”, ainda que por algumas horas, durante pelo menos três semanas antes do término da licença-maternidade. Isso serve para você ir se acostumando e verificar se foi mesmo uma escolha acertada.

Aproveite ao máximo o tempo que passa com seu bebê (Foto: divulgação)

Nesse período que se aproxima da volta da mãe ao trabalho, você pode aproveitar para ampliar os momentos de intimidade, como a hora do banho, da amamentação e de “conversa” com o bebê.

Se você morar perto do trabalho, procure almoçar em casa ou chegar a tempo de colocar o bebê para dormir. Caso haja a possibilidade, negocie em sua empresa para trabalhar em casa alguns dias ou um período do dia.

Se puder almoce em casa (Foto: divulgação)

Durante o trabalho, concentre-se para que seus afazeres rendam e você não precise levar trabalho para casa. Ligue para saber como seu filho está. Isso vai acalmar um pouco sua ansiedade.

Converse com amigas que já passaram por processos semelhantes para conhecer a experiência e a maneira como elas lidaram com essa fase. Você pode também acessar sites, blogs e grupos de discussão online que abordam o tema.

Top