Dicas para viajar com o Dólar em alta

A alta do Dólar tem sido um fator de desmotivação para muitos que planejavam fazer uma viagem ao exterior em breve. Com a desvalorização…

Por Redacao em 28/09/2011

A alta do Dólar tem sido um fator de desmotivação para muitos que planejavam fazer uma viagem ao exterior em breve. Com a desvalorização do Real, a moeda norte-americana passou a valer quase R$ 2,00 e o preço já tem sido praticado em algumas casas de câmbio. Diante deste cenário, o que se vê são muitas desistências e reopções para viagens com destinos brasileiros, por exemplo. No entanto, aqueles que não podem ou não querem desistir do roteiro gringo não precisam entrar em desespero: existe saída para uma viagem mesmo com as mudanças cambiais.

Em primeiro lugar, tenha em mente de que, sim, o Dólar está em alta e, provavelmente o orçamento organizado para a viagem sofrerá alterações consideráveis. No entanto, para as viagens que já estão planejadas há mais tempo e não podem ser canceladas, é interessante pensar que o câmbio não está tão alto assim – já passamos por momento em que a disparidade entre os valores das duas moedas era bem maior. O maior inimigo neste momento não é exatamente o valor, mas sim a instabilidade.

Como não é possível prever o comportamento cambial, tenha em vista a data de sua viagem e adquira o valor necessário à vista, para se certificar da cotação observada no dia da compra e evitar surpresas posteriores. Outra opção pode ser comprar a quantia prevista aos poucos, para tentar garantir taxas menores e não perder tanto dinheiro. A decisão deve ser tomada de acordo com o que o viajante achar melhor, já que diante da instabilidade cambial não existe melhor ou pior entre estas duas opções apresentadas.

Planeje novamente

De acordo com economistas, a alta do Dólar pode interferir em até 30% no orçamento previsto para a viagem. Para diminuir este índice, avalie a necessidade de aquisição de produtos importados. O que costuma ser vantajoso durante uma viagem para os Estados Unidos, por exemplo, pode não ser uma boa compra neste período. E isto vale para qualquer compra realizada durante a viagem.

Assim como na hora de adquirir a moeda estrangeira, atente-se para a redução do uso do cartão de crédito durante o passeio: quanto mais você utilizar a moeda em espécie menores serão as chances de encontrar surpresas quando a fatura – que é sujeita ao câmbio do dia de sua emissão.

Cartões de crédito pré-pagos

Para evitar a queda do uso dos cartões devido à  frequente cobrança de impostos sobre transações financeiras desta natureza, as operadoras já oferecem a opção de cartões internacionais de crédito pré-pagos. Este serviço apresenta-se como uma boa solução para o momento de instabilidade cambial e alta do Dólar, uma vez que torna-se possível fazer depósitos fracionados em períodos anteriores ao embarque para o exterior. Entre as opções de cartões pré-pagos encontram-se o Visa Travel Money e o MasterCard Cash Passport, por exemplo.

Seja qual for a medida tomada por você, o importante é saber que, apesar de o Dólar continuar em alta, um bom planejamento pode garantir que você consiga aproveitar a sua viagem sem prejuízos econômicos.

Top