Dicas para não prejudicar a fertilidade

A opção por ter filhos tem chegado cada vez mais tarde, para homens e mulheres, nos últimos tempos. O sucesso profissional e a busca pelo parceiro ou parceira ideal têm vindo antes dos filhos, como forma de se ter segurança e condições financeiras para criá-los. Entretanto, o relógio biológico humano não para. Para os homens, as chances de engravidar a parceira se estendem por mais tempo, mas, para as mulheres, 35 anos de idade ou mais interferem drasticamente na fertilidade. O tempo, é claro, não perdoa; mas a saúde do corpo e a jovialidade das células podem ser mantidas por mais tempo, tomando-se alguns cuidados. Veja algumas dicas para não prejudicar a fertilidade.

O tempo é o principal fator que causa infertilidade (Foto: Divulgação)

Hábitos que preservam a fertilidade feminina

Embora as condições de reprodução dependam da idade da mulher, manter as saúde em dia evita o envelhecimento precoce ou doenças que possam afetar o sistema reprodutivo. Veja alguns hábitos que prejudicam a fertilidade:

tabagismo: um dos piores hábitos, o tabagismo envelhece os óvulos, assim como todas as células do organismo;

álcool: o excesso de álcool provoca doenças, envelhece o organismo e prejudica a absorção de nutrientes importantes;

sedentarismo: a ausência de exercícios físicos favorece o mau funcionamento do organismo e o surgimento de doenças. A boa forma também está ligada à preservação da fertilidade;

alimentação ruim: favorece o surgimento de doenças que podem afetar também o ciclo ovulatório. Uma delas é a obesidade;

Para os homens, o tempo é mais generoso, mas cuidados devem ser tomados (Foto: Divulgação)

sexo sem proteção: doenças sexualmente transmissíveis são terríveis para a fertilidade. Exemplo disso é a Clamídia, que pode tornar os afetados estéreis, mas existem muitas outras doenças que afetam a fertilidade. O ideal é pratica, sempre, o sexo seguro, com o uso da camisinha, que protege o homem e a mulher;

anabolizantes: pode causar desequilíbrio hormonal, pois são hormônios masculinos, no corpo feminino. A confusão hormonal também afeta a ovulação;

não fazer exames de rotina: a ida ao ginecologista é fundamental para a preservação da saúde do corpo feminino, de uma modo geral;

tratamentos contra o câncer: alguns medicamentos contra o câncer podem tornar a mulher estéril, por esgotarem a reserva ovariana. O ideal é congelar os óvulos, antes de iniciar o tratamento.

Hábitos que preservam a fertilidade masculina

Estilo de vida saudável preserva a fertilidade feminina e masculina (Foto: Divulgação)

Embora o tempo seja mais bondoso com os homens, em relação à fertilidade, maus hábitos de vida também podem afetar o seu sistema reprodutivo. Basicamente, os mesmos fatores que prejudicam a fertilidade feminina podem ser aplicados à vida masculina. Portanto, manter a saúde impecável ainda é a melhor forma de prevenir notícias desagradáveis e inesperadas.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Reply