Dicas para não exagerar no self-service

Dicas para não exagerar no self-service

Atualmente o peso excedente se tornou o grande inimigo não só da mulher, como também da sociedade moderna como um todo. Isso se deve…

Por Paulo Lima em 23/05/2013

Atualmente o peso excedente se tornou o grande inimigo não só da mulher, como também da sociedade moderna como um todo. Isso se deve ao fato de sempre dispormos de pouco tempo para nos alimentarmos, o que faz com que recorramos às redes fast food ou ainda aos alimentos de fácil preparo que, por consequência, são mais calóricos e agregam menos valor nutricional.

Entretanto, um grande desafio que ainda permanece de difícil manuseio para as pessoas são os restaurantes por quilo, uma vez que com tanta variedade, é comum que o controle sobre as quantidades ingeridas seja perdido. Por isso, para você que deseja cuidar de sua saúde, confira a seguir algumas dicas para não exagerar no self-service:

Controle-se para não exagerar no self service (Foto: Divulgação)

Tenha controle mental

Na hora da fome é comum que tenhamos os “olhos maiores do que o estômago”, de modo que acabamos por encher o prato com a imensa variedade disponível no buffet. Entretanto, devemos ter discernimento e tomarmos uma providência eficiente para que não caiamos neste erro.

Para isto é importante diferenciarmos a fome real da fome psicológica, que nada mais é do que um desejo de comer e saciar a gula. Para isto, tome antes um copo de suco ou água e caso o restaurante disponibilize, abra sua refeição com uma sopa leve ou uma salada.

Saiba mais sobre como controlar a vontade de comer.

Abra sua refeição com um prato mais leve (Foto: Divulgação)

Organize o seu prato

A falta de organização é um dos motivos que nos levam aos exageros e por isso precisamos também usar a nossa inteligência na hora de nos servirmos. Portanto, para controlar a vontade de comer no self-service, divida seu prato em quatro partes, sendo elas:

  • Uma parte para a salada e para os vegetais crus;
  • Uma parte para as leguminosas (cenoura, abobrinha, grão-de-bico, etc.);
  • Uma parte para o acompanhamento (arroz, feijão, macarrão, etc.);
  • Uma parte para o prato principal (lasanha, ovos, peixe, etc.).

Seguindo essa recomendação você terá um controle maior sobre as quantidades ingeridas e poderá até mesmo abrir um espacinho para a sobremesa.

Organize seu prato e melhor aproveite os alimentos (Foto: Divulgação)

Cuidado com os molhos e sobremesas!

Este é o ponto mais difícil, onde muitas pessoas acabam por exagerar no self-service. Para começar é sempre melhor passar longe dos molhos, principalmente os brancos com parmesão, quatro queijos ou os de tomate industrializados, que são altamente calóricos. Caso haja a possibilidade, opte por limão, azeite ou qualquer outra cobertura mais natural para o seu prato.

Já as sobremesas são de fato uma tentação e para não sofrer, o melhor é sempre não resisti-las durante o almoço. Muitas pessoas, ao resistirem contra essa vontade, acumulam o desejo por um doce e depois de um tempo acabam ingerindo-os sem o mínimo controle. Portanto, coma todos os dias um docinho, porém de forma controlada. Lembre-se acima de tudo de mastigar bem e comer sem pressa, pois a rapidez também nos faz termos uma falsa sensação de fome. Bom apetite!

Leia também: Como evitar comer por impulso.

Top