Dicas para montar uma carta de apresentação

Algumas vezes quando é encaminhado um currículo por e-mail, ou até mesmo quando é realizado um cadastro em um desses sites de divulgação de…

Uma boa carta de apresentação pode garantir o seu emprego (Foto: Divulgação)

Algumas vezes quando é encaminhado um currículo por e-mail, ou até mesmo quando é realizado um cadastro em um desses sites de divulgação de vagas de emprego, é solicitado que o candidato escreva uma carta de apresentação.  Essa carta são dizeres que expressam características e informações referente ao seu perfil profissional. O problema é que muitos profissionais não sabem o que dizer em uma carta de apresentação, e muitas vezes, não fazem o texto por desconhecer os procedimentos que devem ser adotado em sua formulação.

Consultores de Recursos Humanos aconselham os candidatos a formularem cartas de apresentação nas seguintes circunstâncias: quando se candidatar a qualquer vaga em aberto, quando responder a um anúncio de vagas divulgadas em sites, e principalmente, quando o seu currículo tiver alguma “falha” com relação a experiências profissionais anteriores, como por exemplo, pouco tempo de trabalho. Com relação ao último caso, a carta de apresentação serve para justificar as tais “falhas”.

Coloque suas qualidades de maneira sútil na carta de apresentação (Foto: Divulgação)

Uma carta de apresentação deve ter uma comunicação simples, porém culta, sem gírias e dialetos. Imagine que você está dialogando com o representante da empresa onde busca uma oportunidade, dessa forma fica mais fácil desenvolver o texto, que deve ser claro e objetivo, ocupando no máximo uma página, ou o espaço destinado pelo empregador ou recrutador. A carta deve evidenciar os pontos fortes do seu perfil profissional, sem parecer prepotente.

No início do texto comece com os dizeres senhor (a) ou senhora (a), se não souber o nome do destinatário. Mas se souber para quem a carta será entregue adicione o nome no início da carta. No primeiro parágrafo é necessário conter o seu objetivo profissional e suas qualificações, já no segundo parágrafo é necessário expor nível de escolaridade e qualificações, como cursos e atividades extracurriculares.

Para escrever a carta de apresentação imagine as questões levantadas em uma entrevista (Foto: Divulgação)

No restante da carta é preciso evidenciar os cargos e funções desempenhadas em empresas que já trabalhou. Todo o texto deve ser escrito de maneira sutil, sem expor de maneira exagera suas atribuições. O candidato deve deixar a decisão se ele é bom o suficiente para merecer uma oportunidade, ser tomada pelo empregador. Evite colocar adjetivos em locais impróprios. Nunca se auto-elogie. Elogio só é válido se vindo espontaneamente e por parte de terceiros.

Top