Dicas para investir na educação futura dos filhos

Dicas para investir na educação futura dos filhos

A fórmula “quanto antes, melhor”, é ideal para quem deseja poupar para a educação dos filhos. Com cada vez mais as variações dos juros,…

Por Editorial MDT em 29/08/2013

A fórmula “quanto antes, melhor”, é ideal para quem deseja poupar para a educação dos filhos. Com cada vez mais as variações dos juros, da inflação e da renda do próprio investidor, pode comprometer o projeto que tende a ser bastante caro. Tendo isso em vista, conheça abaixo algumas dicas para investir na educação futura dos filhos.

Aprenda a economizar e a investir a longo prazo, visando a educação dos filhos. (Foto: divulgação)

Conheça as dificuldades

O projeto de investimento a longo prazo enfrenta pelo menos duas dificuldades:

  • Pensar na inflação;
  • Lidar com os juros, durante a trajetória.

Atualmente, a taxa de juros básico está em torno de 7,25% ao ano, sendo que ela influencia os ganhos da poupança, de CDBs e de vários outros fundos de investimentos. Segundo especialistas, essa taxa de juros não vai mudar independente dos governantes futuros.

Outros fatores influenciáveis

Além dos aspectos anteriormente citados, existem outros fatores que influenciam diretamente na questão do investimento educacional para os filhos. De acordo com economistas, o país está passando por um problema estrutural. Ou seja, quando a economia de um país cresce muito, a inflação tende a subir, pois o nível de oferta (o que as empresas produzem) dificilmente consegue acompanhar o nível de demanda (procura pelos produtos). Como consequência, os preços sobem.

Muitos pais desejam uma boa formação profissional para os filhos. (Foto: divulgação)

Aprenda a lidar com o problema

Os pais que desejam poupar e investir na educação dos filhos devem seguir três dicas  básicas:

  • Proteger o dinheiro da inflação;
  • Revisar os investimentos de forma periódica;
  • Avaliar a aquisição de um seguro de vida.

Investindo de forma adequada

Além das dicas anteriormente citadas, os pais podem seguir algumas outras orientações de investimento que ajudarão no controle do dinheiro. Uma forma de colaborar e não se preocupar com a educação dos filhos, no futuro.

  • Começar a investir o quanto antes é essencial;
  • Sempre buscar investimentos que garantam, no mínimo, a proteção do dinheiro contra o desgaste da inflação;
  • Reavaliar os investimentos de forma periódica é importante para evitar as aplicações de risco.

Acompanhe as mudanças do país

A economia do país muda ao longo do tempo, assim como a renda do investidor. Dessa forma, é importante que o investidor acompanhe a rentabilidade do investimento, comparando com os indicadores do mercado. Além disso, um projeto de investimento como esse, deve levar em conta, a evolução profissional do casal, considerando que eles podem ganhar mais ao longo dos anos.

Conheça as dicas de investimento para a educação dos filhos. (Foto: divulgação)

O investimento na educação dos filhos necessita de muita avaliação e conhecimento econômico. Isso porque a todo novo ano, as taxas de juros e de inflação mudam, tendo influencia direta nas economias do casal. Após conhecer algumas dicas para investir na educação dos filhos, basta seguir as orientações e obter os benefícios.

Top