Dicas para investir fora do banco

As pessoas buscam lucros com os seus investimentos, mas nem sempre elas exploram tudo o que o mercado tem a oferecer. Os pequenos e…

As pessoas buscam lucros com os seus investimentos, mas nem sempre elas exploram tudo o que o mercado tem a oferecer. Os pequenos e médios investidores acabam se limitando aos produtos que o banco oferece, sem explorar outros horizontes para aumentar o patrimônio.

Além de investir o dinheiro no banco, também existe a possibilidade de apostar no fundo de uma corretora independente. (Foto:Divulgação)

Saiba mais: Investir em dólares: sim ou não

Investir em um produto do banco nem sempre é a melhor opção. É possível encontrar outros fundos investimentos que garantem rentabilidade e custos bem mais baixos.

Os fundos de investimentos fora do banco são oferecidos por corretoras independentes. Durante muito tempo, elas trabalharam apenas com a intermediação do mercado de ações, mas a má fase da Bolsa de Valores exigiu outras formas de negócios.

As vantagens de investir fora do banco

Ao investir fora do banco, o indivíduo conta com produtos que possuem ganhos e custos diferenciados. Ele também recebe mais estímulo para aplicar o seu dinheiro, em comparação a um banco convencional.

As corretoras independentes são favoráveis, sobretudo, para os investidores com pequenas quantias. Eles não precisam pagar altas taxas de administração, como acontece com os grandes bancos.

Os investimentos fora do banco possuem vantagens e desvantagens. (Foto:Divulgação)

As desvantagens de investir fora do banco

Ao migrar os seus investimentos de um banco para uma corretora independente, a pessoa precisa enfrentar um processo burocrático, que envolve apresentação de documentos e abertura de conta.

O custo da aplicação financeira fora da agência bancária também merece atenção, afinal, o banco cobra taxas para transferir recursos da conta corrente para a corretora.

Nem sempre a indicação de uma aplicação feita pela corretora é mais segura. O banco normalmente tem informações mais completas sobre o perfil do cliente e pode, em tese, mostrar o melhor caminho para a aplicação dos recursos.

Antes de aplicar o dinheiro é importante conhecer o registro da instituição financeira. (Foto:Divulgação)

O banco que possui uma marca conhecida oferece uma diversidade de produtos e serviços, então dificilmente ele quebra só por causa dos fundos de investimentos. Já a corretora corre maiores riscos quando os negócios não vão bem.

Leia Também:  Reembolso Porto Seguro

Quem investe em corretoras deve procurar sempre manter o dinheiro aplicado, pois assim o risco de prejuízos financeiros cai significativamente. O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é protegido pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito). Desta forma, o patrimônio do investidor não se mistura com a instituição falida.

Antes aplicar o dinheiro em uma corretora independente, é importante checar o registro da instituição financeira e conversar com outros clientes. Se não tomar os devidos cuidados, o investidor pode acabar caindo em golpes.

Veja também: Onde investir ao se aposentar?

Top