Dicas para evitar o mau hálito

O mau hálito, que recebe o nome técnico de halitose, é um problema bastante frequente e que atrapalha as relações interpessoais de muita gente.…

Por Editorial MDT em 10/07/2013

O mau hálito, que recebe o nome técnico de halitose, é um problema bastante frequente e que atrapalha as relações interpessoais de muita gente. Em grande parte das vezes o mau cheiro pode ser facilmente percebido durante as conversas e, em casos mais extremos, até mesmo durante a respiração. Saiba como resolver o problema e confira dicas para evitar o mau hálito.

O mau hálito pode ser resolvido com algumas dicas simples. (Foto: divulgação)

Causas de mau hálito

Nem sempre o mau hálito representa um problema mais sério difícil de ser resolvido, pois na grande maioria das vezes ele é temporário e resultante da ingestão de alimentos como cebola e alho. A causa mais comum de halitose persistente é a permanência de restos alimentares na cavidade oral, que proporciona o ambiente ideal para proliferação bacteriana, que degrada os detritos bucais e produz o mau cheiro.

Em situações mais específicas, o mau hálito ainda pode ser secundário à doenças bucais, limpeza incorreta de próteses, tabagismo, alcoolismo, respiração bucal, uso de certas medicações, xerostomia (boca seca), problemas das glândulas salivares e até mesmo problemas mais sérios, como distúrbios gástricos, pulmonares ou circulatórios.

O mau hálito é um problema que pode atrapalhar as relações interpessoais. (Foto: divulgação)

Dicas para evitar o mau hálito

Através de algumas dicas simples é possível prevenir e combater o mau hálito. Confira:

  • Após as refeições, não se esqueça de escovar bem os dentes e utilizar o fio dental, para uma limpeza mais profunda da cavidade oral;
  • Ao escovar os dentes, não deixe de escovar também a língua, a fim de eliminar todos os restos alimentares e prevenir a proliferação bacteriana;
  • É necessário visitar regularmente o dentista, para diagnosticar precocemente e tratar eventuais problemas na saúde das gengivas e detectar cáries;
  • Pessoas que sofrem com xerostomia podem combater o problema estimulando a produção de saliva, como por exemplo, mascando uma pastilha sem açúcar;
  • Outra dica importantíssima é beber bastante água para limpar a cavidade bucal. Vale a pena fazer um breve bochecho para eliminar eventuais resíduos;
  • O uso de enxaguantes bucais pode ser um poderoso aliado, mas é fundamental escolher os produtos livres de álcool, que só mascara temporariamente o problema e tende a piorar a halitose, uma vez que provoca o ressecamento bucal;
  • Invista no consumo de alimentos que acabam com o mau hálito, especialmente os ricos em fibras, como vegetais, maçã e cenoura crua. Essa medida simples ajuda a eliminar detritos e remover a placa bacteriana da superfície dos dentes;
  • Evite o tabagismo. Compostos do cigarro, especialmente a nicotina e o Alcatrão, se acumulam nos dentes, língua e bochechas e, além de provocar o ressecamento da mucosa, ainda impede o adequado fluxo de saliva.

Visitas regulares ao dentista ajudam a prevenir problemas que causam mau hálito. (Foto: divulgação)

O mau hálito é um problema que atrapalha muitas pessoas e pode ser causado por diversos fatores. Vale a pena conferir as dicas e seguir as recomendações para prevenir e tratar o mau hálito.

Top