Dicas para estudar para vestibular sem gastar muito

Estudar se preparando para enfrentar o vestibular é uma situação bastante estressante para o aluno e pode acabar ficando caro para o bolso dos…

Estudar se preparando para enfrentar o vestibular é uma situação bastante estressante para o aluno e pode acabar ficando caro para o bolso dos pais. Felizmente, é possível seguir algumas dicas que ajudam a reduzir os gastos sem diminuir as chances de sucesso dos estudos. Confira as dicas para estudar para o vestibular sem gastar muito.

Saiba mais sobre o vestibular 2013.

O vestibular é um período decisivo na vida do estudante. (Foto: divulgação)

O segredo para entrar na faculdade

É importante ressaltar que não existe nenhuma fórmula mágica para passar no vestibular e que a dedicação e determinação em entrar para a faculdade são fatores fundamentais. Lembramos também que todas as recomendações devem ser colocadas em prática o mais cedo possível e não apenas no último ano de ensino médio, pois tempo é dinheiro, e quanto mais a pessoa se prepara, mais chance tem de passar direto no vestibular.

Sabendo aproveitar o ensino médio

No vestibular são cobradas todas as matérias e, para economizar dinheiro com cursinhos, é importante se dedicar e ser um bom aluno. Fingir prestar atenção na aula e apenas fazer os exercícios propostos é enganar a si mesmo, mas também não se deve achar que aluno bom é aquele que fica estudando o dia inteiro. É importante encontrar um ponto de equilíbrio e realmente se interessar em aprender.

Dividindo o estudo

O estudo deve ser dividido em duas partes: estudo na escola e estudo em casa, e não pode existir alguém que se julga bom aluno que não seja bom nas duas coisas. Dedicar um tempo para revisar toda a matéria discutida em sala de aula e fazer as atividades propostas ajuda a economizar tempo e dinheiro gasto com cursinhos preparatórios.

Leia Também:  Inscrições para Vestibular UECE 2016

Quem deseja revisar matérias estudadas em anos anteriores pode fazer um plano de estudo, que deve ser rigorosamente seguido. Basta dividir o conteúdo ao longo do ano, sem abrir mão das revisões diárias da matéria estudada em sala de aula.

O estudo em casa é fundamental. (Foto: divulgação)

É preciso fazer cursinho?

Os cursinhos preparatórios sempre são aconselháveis e existem dois caminhos que podem ser seguidos:

  • Terceiro ano integrado: é uma modalidade de estudo oferecida em escolas particulares, onde o último ano do ensino médio é acompanhado com aulas preparatórias para o vestibular. É uma excelente opção, por oferecer ótimo custo-benefício;
  • Escola pública e cursinho particular: a outra opção é estudar em uma instituição pública, que diminui consideravelmente o orçamento, e ao mesmo tempo fazer cursinho durante o ano inteiro, que pode ser encontrado por mensalidades de até R$80,00.

Escolhendo a melhor escola

Alguns fatores são decisivos na formação do conhecimento e ampliam as chances de sucesso, além outros, que podem atrapalhar os estudos ou até mesmo torna-lo mais caro.

  • Dê preferência para escolas próximas de sua residência, para economizar no transporte;
  • Certifique-se de que a turma é motivada e leva os estudos a sério, pois qualquer desvio da atenção é desperdício de dinheiro;
  • Evite se matricular em terceiro ano integrado ou cursinhos com muitos alunos por sala, pois o rendimento geralmente é menor;
  • Prefira estudar no período da manhã, onde é possível desperdiçar menos tempo do dia, permitindo estudo ou até mesmo arrumar um emprego de meio período na parte da tarde, para juntar dinheiro.

Entenda como o Enem é usado pelas faculdades.

Uma boa dica é escolher escolas próximas, para economizar no transporte. (Foto: divulgação)

Estudar para o vestibular é um tarefa estressante e que pode gerar gastos desnecessários, caso não seja feito um bom planejamento. Para não gastar muito e não diminuir as chances de entrar na faculdade, basta seguir as dicas.

Leia Também:  Lista de aprovados no Vestibular Fuvest 2016

Top