Dicas para educadores no Facebook

Os jovens passam boa parte do tempo livre navegando pela internet. Eles estão presentes nas principais redes sociais para acompanhar as novidades, compartilhar fotos…

Os jovens passam boa parte do tempo livre navegando pela internet. Eles estão presentes nas principais redes sociais para acompanhar as novidades, compartilhar fotos e conversar com os amigos. Se o educador deseja conhecer melhor o perfil do seu aluno, ele também deve se atualizar com a Era Digital e criar uma conta no Facebook.

O Facebook facilita o contato dos professores com os seus alunos. (Foto:Divulgação)

Saiba mais: Mensagens sobre professores para Facebook: fotos

Os professores no Facebook

A rede social, quando bem utilizada, pode reforçar o laço do professor com os alunos e servir de ferramenta para o trabalho. O docente pode usar a plataforma de comunicação para diversas finalidades, inclusive para fazer pedidos aos alunos ou compartilhar material.

O educador, sendo uma figura pública, precisa tomar cuidado para não se expor demais no Facebook e acabar prejudicando a relação com o aluno. Se o perfil é mais voltado para o trabalho em sala de aula, então não vale a pena postar fotos polêmicas e nem fazer comentários capazes de gerar repercussão negativa na rede.

Além de ensinar sobre as disciplinas do Ensino Fundamental e Médio, o professor também é responsável por servir de exemplo e ensinar valores morais para as crianças e adolescentes. Desta forma, ele não deve cometer gafes nas redes sociais e perder o respeito que conquistou.

O educador deve manter um bom comportamento no Facebook. (Foto:Divulgação)

Alguns professores se comportaram de forma errada nas redes sociais e acabaram sendo demitidos, principalmente aqueles que foram contratados por escolas conservadoras.

Facebook a favor dos educadores: dicas

Veja a seguir uma seleção de dicas para os professores usarem o Facebook em prol do trabalho e da aprendizagem dos alunos:

Alcançar pessoas
Através do Facebook é possível alcançar um grande número de pessoas. Assim, fica fácil criar um grupo com os alunos de cada turma e compartilhar os arquivos, que servirão de suporte para as aulas.

Leia Também:  72 mil alunos zeraram a redação do Enem

Conteúdo mais interessante
O professor não precisa se limitar apenas às apostilas maçantes estudadas em sala de aula. Ele tem liberdade de simplificar o conteúdo e apostar em material mais interessante, como um vídeo ou infográfico. Estes recursos podem ser compartilhados no Facebook e incentivar os estudos sobre a disciplina.

O professor pode disponibilizar materiais de estudos pelo Facebook. (Foto:Divulgação)

Atendimento online
Se a turma estiver com dúvidas a respeito de algum conteúdo, o professor pode estipular um horário de atendimento online via Facebook para ajudar os alunos.

Turbinar os próprios conhecimentos
O educador pode usar o Facebook para aumentar os seus próprios conhecimentos. A rede permite conectar-se com profissionais de diversos cantos do mundo, o que facilita a troca de experiências e materiais de trabalho.

Veja também: Networking em redes sociais: como fazer

Top