Dicas para deixar de roer as unhas

O hábito de roer as unhas faz parte da vida de muitas pessoas. Além de esteticamente desagradável, a onicofagia (que é o nome dado ao…

O hábito de roer as unhas faz parte da vida de muitas pessoas. Além de esteticamente desagradável, a onicofagia (que é o nome dado ao impulso de roer unhas e tirar peles dos dedos) ainda tem consequências nada boas. Nossas mãos estão entre as partes do corpo que mais entram em contato com bactérias e outros micro-organismos prejudiciais à saúde. A pessoa que rói unhas mal se lembra do que faz, tão automática é a ação de levar os dedos à boca.

A onicofagia começa ainda muito cedo (Foto: Divulgação)

O mal de roer as unhas

Podemos dizer, na verdade, males, pois são muitos. Em primeiro lugar, as bactérias que entram pela boca podem causar infecções de garganta e até mesmo nas gengivas. Ficam vestígios minúsculos de unhas, na língua, entre os dentes ou no céu da boca, mesmo que a pessoa cuspa o que roeu. Tais vestígios ainda vão para dentro do corpo e isso não é nada bom. Quem puxa a pele dos dedos ainda favorece infecções neles. O ferimento, quando se arranca um pedaço grande de unha, também é prejudicial. Os dentes, com o passar do tempo, ficam gastos e desiguais pois, normalmente, a pessoa não rói as unhas com todos eles. Finalmente e não menos ruim, a aparência das mãos fica comprometida. Isso acarreta um leve problema social, pois e pessoa, envergonhada, fica incomodada com as elas, preocupando-se me escondê-las. Mas parar de roer as unhas não é nada fácil para quem sofre com isso.

Roer as unhas pode trazer problemas para a saúde (Foto: Divulgação)

Geralmente, a onicofagia está relacionada a problemas de ansiedade, medos, insegurança e má adaptação. A causa, portanto, é psicológica, mesmo que seja manifestada em momentos passageiros (como, por exemplo, antes de uma prova ou outras situações que causam nervosismo). Mas é possível controlar esse hábito, embora não seja fácil. Veja algumas dicas para deixar de roer as unhas.

Continuar Lendo  Roer Unha: Livre-se Desse Mau Hábito

Como deixar de roer as unhas

Combater o stress e a ansiedade ajuda a eliminar o vício (Foto: Divulgação)

– mantê-las sempre bem feitas: mesmo que estejam curtas, as unhas devem estar sempre bem feitas. Essa medida faz com que a pessoa tenha pena de estragá-las;

– praticar atividades físicas: elas ajudam a diminuir a ansiedade e, consequentemente, podem ajudar a diminuir a necessidade de roer as unhas;

– dedicar-se a um novo hábito: procure se dedicar a um novo hábito, especialmente se este ocupar as mãos. Vale apostar em artesanato, pintura ou qualquer outro que mantenha a mente e as mãos em atividade;

– deixar um lembrete nas mãos: isso, mesmo. Para que a pessoa se lembre que está roendo as unhas, desistindo da ação, a dica é passar esmaltes com gosto ruim ou até mesmo algo ardente (como a pimenta), como forma de causar um pequeno trauma.

Estas são atitudes simples para o dia a dia, mas que podem ajudar a abandonar o hábito de roer as unhas, favorecendo mãos saudáveis e bonitas.

Veja outras dicas que podem ajudar: Truques para parar de roer unhas

Confira alguns famosos que têm esse hábito: Famosos que roem unhas

Top