Dicas para comprar piso

As pessoas costumam ficar em dúvida na hora de escolher e comprar o piso ideal. Existem muitas possibilidades nas lojas de materiais de construção,…

O piso ideal precisa ser bonito, resistente, durável e compatível com o orçamento.

As pessoas costumam ficar em dúvida na hora de escolher e comprar o piso ideal. Existem muitas possibilidades nas lojas de materiais de construção, mas diante de tantos modelos, fica complicado definir o design, o material, a cor e a textura que são mais apropriados.

Antes de adquirir os pisos, é necessário considerar alguns fatores e ter consciência da qualidade do produto. Os consumidores devem ainda desconfiar das peças muito baratas, vendidas nas grandes liquidações, pois elas são sobras do estoque e em breve sairão do mercado. Para não ser prejudicado com a escolha, vale a pena conhecer detalhes sobre as peças e não errar na aquisição.

Leia mais: Cuidados com promoções de materiais de construção.

Na hora de comprar piso para construir ou reformar a casa, o consumidor deve considerar os principais aspectos do produto e avaliar se o preço realmente compensa. Confira dicas para adquirir o revestimento ideal:

1. Para aproveitar as melhores ofertas e promoções do mercado, o consumidor deve fazer uma pesquisa de preços nas lojas. Além de comparar os valores, é importante conhecer a procedência das peças para verificar se o investimento compensa;

2. Verifique se os pisos pertencem ao mesmo lote, caso contrário às peças podem apresentar alterações estéticas que comprometem o acabamento;

Compre sempre 10% a mais do que a quantidade de piso calculada.

3. Ao comprar pisos, informe as medidas do espaço que será revestido para fazer o cálculo exato da quantidade de peças. Para evitar a falta de material durante a obra, é interessante comprar sempre 10% a mais do que o valor calculado;

4. É importante conversar abertamente com o vendedor para saber o tipo de produto que está sendo levado para a casa. O piso escolhido deve garantir facilidades na limpeza e na manutenção, além de apresentar versatilidade e combinar com a proposta do espaço;

5. Cada cômodo se adapta a um tipo de piso, por isso o consumidor deve conhecer as necessidades do ambiente antes de sair às compras. Por exemplo, a cozinha não combina com o piso de madeira pelo fato do material moldar uma superfície escorregadia, da mesma forma que o piso de madeira deve ser evitado no banheiro por causa da umidade. Entre os tipos de revestimento mais comercializados, vale ressaltar o porcelanato, a cerâmica, o vinílico e a pedra natural;

Veja também: Como escolher o piso certo

O laminado serve para a sala,mas não é indicado para a cozinha.

6. Uma forma de comprovar a qualidade do produto é encontrando o logo do INMETRO na embalagem;

7. O piso que vai revestir uma área com intensa circulação de pessoas precisa ser fabricado com um material resistente e duradouro. Uma forma de saber o trânsito local suportado pelas peças é verificando o índice PEI, um tipo de classificação que ajuda a escolher corretamente.

Aproveite as orientações para comprar pisos e faça pesquisas nas lojas.

Top