Dicas para começar 2016 sem dívidas

Nada como entrar o ano novo com todas as contas em dia e sem nenhuma preocupação extra com os gastos, não é mesmo? Isso…

Por Andre em 24/12/2014

Nada como entrar o ano novo com todas as contas em dia e sem nenhuma preocupação extra com os gastos, não é mesmo? Isso é possível, desde que você contenha a tentação com as compras de fim de ano e siga algumas dicas para começar 2016 sem dívidas.

Dicas para começar 2015 sem dívidas (Foto: Divulgação)

Quando chega dezembro, os gastos costumam se elevar bastante, já que é preciso comprar os presentes de natal para a família e os amigos, presentes do amigo secreto, roupas para as festas de fim de ano, alimentos e bebidas para a ceia, etc. E se você for viajar no réveillon, o dinheiro gasto aumenta ainda mais.

Diante de tudo isso, muitas pessoas acabam abusando do cartão de crédito e do cheque especial, entre outros tipos de créditos. E quando chega janeiro, vem a conta, com todos esses gastos e mais os tradicionais impostos e material escolar, ou seja, mais dívidas para pagar.

Como usar cartão de crédito com inteligência

Dicas para negociar o valor das dívidas

Dicas para começar 2016 sem dívidas

Gastar menos com os presentes de Natal é um bom começo (Foto: Divulgação)

Para quem quer começar o ano novo sem dívidas, a dica mais básica é não gastar mais do que ganha. Se o seu salário é de R$ 1.000,00 e você tem o costume de gastar R$ 1.200,00, por exemplo, a conta não vai fechar e o seu orçamento vai estourar.

Isso pode ficar ainda mais perigoso no final de ano, com tudo aquilo que comentamos anteriormente. Portanto, tenha muita consciência na hora de gastar, optando por presentes mais baratos. Também vale conversar com a família, para que todos ajudem na diminuição dos gastos.

Evitar as compras por impulso, usando cartão de crédito, também ajuda (Foto: Divulgação)

Além disso, use o cartão de crédito com inteligência, pois ele é o principal aliado das compras por impulso. O mesmo vale para o cheque especial, que tem juros e taxas altíssimas, que podem comprometer bastante o seu orçamento.

Uma boa alternativa é separar uma determinada quantia de dinheiro, para os gastos de fim de ano, e não ultrapassar esse limite. Na hora de fazer as compras de Natal, use essa grana para pagar à vista e pechinche descontos. Assim, não será preciso utilizar nem o cartão e muito menos o cheque especial.

Use o 13º salário com inteligência

Outra alternativa interessante é usar o 13º para pagar as contas (Foto: Divulgação)

A renda extra oferecida pelo 13º salário pode trazer um grande alívio, desde que bem utilizada. Esse dinheiro deve ser usado, prioritariamente, para pagar as dívidas que já existem, pois os credores costumam oferecer bons descontos nessa época. Também é bom guardar uma parte dele para quitar os impostos de janeiro.

E se sobrar, aproveite para guardar na poupança ou para realizar aquele desejo, afinal, o salário extra também serve para isso, especialmente se você não possui dívidas.

Top