Dicas para aproveitar o Feirão da Caixa da Casa Própria

O 8º Feirão Caixa da Casa Própria, que acontece nesse final de semana e acaba no dia 10 de junho, é uma excelente oportunidade…

Para a compra ser feita de maneira segura é necessário analisar antes de fechar o negócio (Foto: Divulgação)

O 8º Feirão Caixa da Casa Própria, que acontece nesse final de semana e acaba no dia 10 de junho, é uma excelente oportunidade de garantir um imóvel. Porém, algumas pessoas acabam fechando o negócio na empolgação e se esquecem de analisar o projeto como um todo, incluindo os reflexos financeiros. O evento facilita a compra de uma residência por reunir representantes da Caixa, cartórios e construtoras em um mesmo local, além dos corretores.

A primeira etapa do feirão aconteceu nos dias 4,5 e 6 de maio e contemplou os moradores das cidades de Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife e Salvador. Durante o evento 31 mil participantes assinaram contrato com a Caixa. Para quem quer sair do Feirão com um imóvel adquirido é necessário levar carteira de identidade (não pode ser CNH), CPF e comprovante de rendimento. Veja abaixo algumas dicas para não se precipitar no Feirão da Caixa da Casa Própria: Leia também: Feirão da Caixa da Casa Própria 2012: datas

Tire as dúvidas

As condições oferecidas no evento podem ser encontradas nas agências da Caixa Econômica Federal após o Feirão. Por isso, tire todas as dúvidas com relação ao fechamento do contrato. Não faz parte dos hábitos dos brasileiros ler os termos contratuais, o que é um erro. Fique atento às regras para o começo da construção de apartamentos na planta, e com relação a entrega do imóvel.

O Feirão oferece facilidades na hora de financiar (Foto: Divulgação)

Falta de Garantia

A Caixa oferece para os clientes até 90% de subsídio pelo programa Minha Casa, Minha Vida; no entanto, esse valor varia de acordo com a renda de cada pessoa. É lógico que esse valor de financiamento é atrativo, porém você deve saber que as compras feitas no Feirão não têm garantia do banco estatal, pois o negócio é fechado com a construtora. Por isso, analise se a empresa que está lhe oferecendo a moradia para compra tem histórico de atrasos de obra, ou se existe problemas estruturais em construções dessa companhia para não embarcar em uma roubada.

Leia Também:  Vendas de imóveis novos na capital paulista crescem 12,5%

Orçamento familiar

De fato as parcelas de um financiamento da Caixa Econômica Federal são atrativas e facilitam o pagamento, no entanto, lembre-se que na maior parte dos casos você terá custos adicionais, como por exemplo, a documentação do imóvel. Por isso, o ideal é que antes de fechar negócio você some todas as contas que tem que pagar e que já tenha um dinheiro reservado para os gastos adicionais.

Top