Dicas para adestrar gatos

No mundo dos animais domésticos, os gatos são conhecidos por sua independência e teimosia. Embora sejam muito inteligentes, estes animais são indiferentes a qualquer…

Gato também são possíveis de adestrar (Foto:Divulgação)

No mundo dos animais domésticos, os gatos são conhecidos por sua independência e teimosia. Embora sejam muito inteligentes, estes animais são indiferentes a qualquer elogio, comando ou qualquer outro código de comunicação. Mesmo assim, não é difícil adestrar um gato, contudo, é preciso saber que os felinos não têm nenhum prazer em servir a seus donos ou quem quer que seja. Por isso é necessário que seja feito um joguinho do tipo “Você faz o que quero e eu te dou o que quer”.

Dessa forma,  antes de iniciar o adestramento, é preciso que se tenha em mãos petiscos que agradem o bichano, fazendo uma troca justa. Ele faz o que o dono quer e recebe em troca um delicioso petisco. Os mesmos comandos que se ensina um cão como “sentar”, “ficar”, “vir” podem ser ensinados para os gatos. Parece impossível? É apenas questão de ter um brinde em mãos.

Gato são teimosos mas podem ser ensinados (Foto:Divulgação)

O primeiro comando: Sentar

Sempre esteja com alguma guloseima nas mãos. Com uma delas segure um pedaço do pitéu e estique o braço deixando-a  acima da cabeça do animal. Caso ele não sente e fique apenas olhando o prêmio, tente estimulá-lo a sentar dando alguns passos à frente para que ele possa dar alguns para trás. No instante que o gato obedecer ao comando dê a recompensa. Mas lembre-se  de não deixar o prêmio tão próximo dele, senão ele irá pegar o lanche.

O segundo comando: ficar

Para ensinar esse comando, ele já precisa obedecer ao comando “senta”. Agora é só aumentar o tempo entre o sentar e o lanche. Caso saia do lugar, faça-o voltar à posição anterior e só após de obedecer ao comando agrade-o com o petisco. Depois de um tempo, o felino irá assimilar que só ganhará o prêmio se continuar sentado.

Leia Também:  Lei sobre publicidade infantil

Não se esqueça de, no momento em que ele sentar, dizer a palavra “fica” e fazer um sinal para o gato ficar parado e passado alguns segundos, pode dar-lhe o petisco.

O terceiro comando: Dar a pata

Parece impossível, mas é mais fácil do que se imagina!

Inicialmente teve haver um petisco em cada mão. Depois estique uma das mãos e mostre o petisco, se o gato tentar pegar o petisco com a boca tire a mão de perto e não dê a guloseima. Com o passar do tempo, ele entenderá que agindo assim não conseguirá nada, contudo,  ele colocará a pata em cima da mão como uma nova tentativa de conseguir o que quer.

Toda vez que ele usar a pata para pedir o petisco, dê o lanchinho que está na outra mão, fazendo-o perceber que o prêmio não é o que está na mão estendida, por isso, depois do treinamento, mesmo você estando com a mão vazia ele irá estender a pata para ganhar o petisco.

Gato podem ser adestrados com petiscos (Foto:Divulgação)

O quarto comando: Vir

Esse comando será muito útil no dia a dia, pois os gatos adoram ficar escondidos em lugares inacessíveis. Sempre esteja com alguns petiscos na mão, antes de começar com o comando e escolha uma palavra que deverá ser usada apenas nesse comando para evitar que o animal se confunda, como por exemplo,  “aqui”.

Comece chamando o gato com a palavra escolhida, mostrando o petisco para que ele possa entender que se for, ganhará uma recompensa. Mas só dê o lanche depois que ele já estiver bem próximo.

Quando o felino estiver indo muito bem nesse comando, o petisco somente será necessário de vez em quando, para que ele não deixe de obedecê-lo.

Leia Também:  Dicas para treinar um gato

O quinto comando: Miar

Da mesma forma que os cães podem ser ensinados a latir quando o dono pedir, os gatos podem miar. Mas preste atenção, pois esse comando pode incentivar o felino a miar toda vez que quiser algo.

É um comando simples. Espere o bichano miar e então, dê-lhe a guloseima. Depois de um tempinho, comece falando “mia”,  antes dele ver o petisco.

Os comandos ensinados acima são básicos e demonstram a inteligência e capacidade de aprendizagem de um animal cheio de mistérios e independência. É muito dificil interagir com um gato e esta pode ser a oportunidade ideal para estreitar os laços entre o felino e seu dono.

Top