Dicas de segurança para crianças em praias

No Brasil, entre os acidentes envolvendo crianças, os afogamentos são a segunda causa de morte e a oitava de hospitalização na faixa etária de…

No Brasil, entre os acidentes envolvendo crianças, os afogamentos são a segunda causa de morte e a oitava de hospitalização na faixa etária de 1 a 14 anos. Com o clima mais quente e graças as férias de final de ano, algumas famílias aproveitam para ir para a praia. Mas, para garantir que seu filho não faça parte da estatística e ficar longe dos índices de afogamento infantil, é necessário tomar alguns cuidados.

Leia mais sobre: Evitando acidentes domésticos com crianças

Crianças na praia devem ser supervisionadas sempre (Foto: Divulgação)

Garanta a segurança das crianças junto ao mar

Mesmo que a criança saiba nadar é importante que um adulto a supervisione e que fiquem na parte rasa do mar. Não a deixe nenhum segundo sozinha. O uso de boias é importante, mas não é o suficiente para evitar um afogamento. Por isso, não esqueça de ficar atento e sempre por perto para não ser surpreendido por uma onda forte que envolva a criança.

Ensinar a criança a nadar pode fazer com que você ganhe tempo para socorrê-la em caso de acidente, pois ela beberá menos água. A morte por afogamento pode demorar apenas 4 minutos, por isso, aprenda técnicas de primeiro socorros para agir nesses casos. A rapidez no atendimento pode salvar uma vida.

Saiba mais sobre: Cuidado com a segurança das crianças na cozinha

Além do risco de afogamento existe risco de desaparecimento de crianças na praia (Foto: Divulgação)

Cuidados para evitar desaparecimento de crianças na praia

Além do risco de afogamento, as crianças podem ser sequestradas nas praias. Como o número de pessoas em um dia quente é grande no litoral, é importante ficar atento com relação as crianças. Coloque uma braçadeira com o seu telefone e nome do pequeno para o caso dele se perder. Também é indicado não deixa-lo ir longe do ponto que estão os adultos. Sempre acompanhe a criança de perto, pois pequenas distrações geram oportunidades para um rapto.

Leia Também:  Marcas de esmaltes importados

Seguindo essas dicas dificilmente será surpreendido com um desaparecimento ou afogamento na praia. Agora é só aproveitar as férias ao lado da família e não esqueça de proteger seu filho de outro risco que fica mais evidente quando se está na praia: o sol. Faça uso de um bronzeador de no mínimo no fator 30 e não deixe para passar o produto assim que chegar na praia, pois muitos aplicam e já entram na praia sem dar tempo do item reagir.

Top