Dicas de dietas para mulheres grávidas

O sonho de muitas mulheres é ter filhos. Muitas tentam engravidar a todo custo e claro, quando conseguem tratam de cuidar muito bem de…

O sonho de muitas mulheres é ter filhos. Muitas tentam engravidar a todo custo e claro, quando conseguem tratam de cuidar muito bem de seu filhote desde cedo. Esse muito cedo começa justamente durante a gestação, através de um bom pré-natal e é claro de uma alimentação equilibrada.

Aliás, esta costuma ser uma grande preocupação, tanto que costuma ser alvo de algumas lendas urbanas, por exemplo. Antes era dito que a futura mamãe precisava comer por dois, o que hoje é considerado inadequado para a saúde de ambos. De acordo com o blog A Nutricionista, esse ganho excessivo de peso está relacionado com diabetes gestacional, aumento da pressão arterial durante a gestação, o nascimento de bebês muito grandes, e em alguns casos a necessidade de partos cirúrgico.

A verdade, no que diz respeito a alimentação, o mais adequado é pedir orientação médica para uma dieta adequada, pois nem todos os casos são iguais, portanto sendo indicado que cada mamãe possa contar com um tratamento específico e de acordo com suas necessidades, verificadas no pré-natal através de exames laboratoriais. Porém, há algumas dicas que são muito válidas para qualquer grávida. Confira algumas delas:

– Fracione suas refeições de seis até oito por dia e em pequenas quantidades.

– Evite alimentos gordurosos, frituras, embutidos e enlatados.

– Dê preferência a assados, grelhados ou cozidos preparados com o mínimo de óleo vegetal e nunca com gordura sólida.

– Reduza a quantidade de sal consumido e também dê um tempo em petiscos salgados como azeitonas, biscoitos salgados e frios em geral. Excesso de sal não é bom para a saúde de ninguém, ainda mais durante a gravidez.

– Capriche na hidratação: beba água e suco a vontade, mas não durante as refeições.

Continuar Lendo  Passeio: Museu Encantado da Barbie

– Leite e seus derivados são excelentes fontes de cálcio, sendo que o ideal é consumir 1.200 mg de cálcio por dia. Invista, mas opte pelos desnatados e sem gordura.

– De acordo com matéria do O Globo, é importante consumir cereais integrais (arroz, centeio, aveia, trigo, milho), tubérculos (batatas) e raízes (aipim e inhame), pois além de serem ricos em energia, contém minerais e vitaminas B1, B2 e E. Cereais integrais também ajudam a regular o intestino da gestante.

– Segundo o Guia do Bebê, a carne é importante na alimentação por ser rica em ferro e proteínas, que podem ser melhor absorvidas quando consumidas com frutas ricas em vitamina C como acerola, abacaxi, kiwi, laranja, limão e outros.

– Grãos como feijão, lentilha e grão de bico são importantes, sendo preferível ingerí-los no almoço para facilitar a digestão, que é um ponto delicado para as grávidas.

– Para aplacar a prisão de ventre, bastante comum entre as gestantes, consuma cereais integrais, aveia, verduras cruas, ameixar secas e mamão. Não se esqueça também que a ingestão de líquidos pode ajudar a resolver o problema.

Também não se esqueça de manter o corpo em movimento. As atividades físicas devem ser feitas, embora em ritmo e exercícios mais leves, de acordo com orientação médica. Isso influi na saúde do baby também.

Top