Dicas Como Comprar um Carro Usado ?

Comprar Carros Usados

É comum que muita gente compre o primeiro carro usado e muitos não sabem ao certo quais itens são importantes de se verificar na hora da compra do veículo. A atenção precisa ser redobrada nesses casos para evitar a aquisição de um carro usado em mau estado ou roubado.

O objetivo deste artigo é tentar alertar a passar o máximo de informações aos visitantes e leitores que pretendem comprar um carro usado. Uma  das dicas é adiquirir de uma pessoa conhecida e que se confie nela. Sabemos que isso nem sempre é possível, portanto fique atento e não deixe de verificar a autenticidade dos documentos, do número do chassi, o estado de conservação e a parte mecânica e funilaria do carro.

Preço é uma coisa que varia bastante, portanto pequise bastante antes de sair para comprar. Jornais e revistas divulgam quase sempre tabelas de preços de mercado para a compra e venda de carros.

Como saber se o preço do carro está compatível com o do mercado ? Para isso leve algumas informações em conta: modelo, cor, ano de fabricação, quilometragem, opcionais (alarme, som, desembaçador, vidro elétrico etc), o estado geral do veículo.

Dicas para Comprar um Carro Usado

Se você não entende nada de carro peça ajuda para um amigo ou conhecido que entenda de mecânica. Examine tudo que possível, principalmente os itens de segurança: freio, amortecedores e pneus.

1. Examine o carro à luz do dia, nunca em locais fechados e escuros, e exija ver o veículo seco (a aparência do carro molhado pode enganar);

2. Teste o amortecedor balançando o carro para baixo, segurando no pará-choque na direção da roda. Se, ao largá-lo, o veículo balançar duas ou mais vezes, o amortecedor está em más condições;

3. Observe ondulações e pequenos amassados na lataria: se houver diferenças nas quinas do capô, é provável que o carro tenha sido batido;

4. Dê pancadinhas com os dedos na lataria para verificar se o barulho é diferente em algum ponto. Isso indica a colocação de massa plástica. Também é possivel fazer um teste com um imã embrulhado em uma flanela. Se, ao passar pela lataria, ele se desprender, é porque existem furos cobertos por massa plástica;

5. Se houver bolhas na pintura, cuidado: é sinal de que há ferrugem. Os locais onde a ferrugem é mais freqüente são os seguintes: junto às borrachas, debaixo das portas, embaixo dos pára-lamas, nas arestas inferiores da carroceria, junto às canaletas e nas bordas das tampas do capô do motor e do bagageiro;

6. Observe se o veículo foi pintado recentemente. Verifique se há diferenças de cor e procure respingos de tinta nos frisos e borrachas. Cuidado com os carros encerados, porque eles podem esconder defeitos na pintura;

7. Confira se as portas e capô fechados se encaixam perfeitamente. O desnível pode indicar que o carro foi batido;

8. Confira o estado dos pneus. Se eles estão lisos (carecas) e não aderem ao chão, prejudicam a freada (breque), o desempenho do veículo e, como conseqüência, trazem riscos à segurança;

9. Desgastes irregulares nos pneus podem indicar problemas com a suspensão, falta de alinhamento ou balanceamento das rodas;

10. Com o carro suspenso, pressione cada roda para dentro e para fora. Se houver folga, isso indica que o rolamento está gasto, devendo ser regulado ou trocado.

Outras Dicas para fazer um bom negócio em um Carro Usado

  • Antes de adiantar qualquer valor, veja o veículo e faça a checagem dos seus documentos.
  • Forneça seus dados apenas pessoalmente.
  • Exija que o documento esteja em nome do vendedor.
  • Evite documentos e notas fiscais encaminhadas por fax.
  • Confira a numeração do chassi, normalmente próximo ao motor, em todos os vidros do carro e em etiquetas localizadas embaixo do banco do passageiro, sobre a suspensão dianteira direita e em outros locais variando conforme o fabricante.
  • É preciso checar se a data de fabricação do cinto se segurança e do motor combinam com o ano de fabricação do próprio carro.
  • Também as placas de licença têm que conferir com o documento impresso, a exemplo do tipo de combustível.
  • O comprador de um carro usado tem que conter sua empolgação de fechar um negócio que parece irresistível, pois é preciso desconfiar de preços muito baixos e vantagens milagrosas.
  • Verifique o estado do hodômetro: muitas vezes, na adulteração, ele é riscado.
  • Preste atenção no estado dos pneus, do estofamento e dos pedais, para ver se são compatíveis com a quilometragem indicada no painel.
  • Peça e examine o livrete de garantia, desconfiando se sua perda for alegada.
  • O simples ato de sentar-se nos bancos dá uma dimensão do produto. Bancos soltos, tortos, rasgados ou quebrados são péssimos sinais.
  • Exija os equipamentos de segurança obrigatórios, que são o extintor de incêndio, macaco, chave de rodas, triângulo, além de cintos de segurança e do estepe.
  • A pintura é a chave para detectar que o carro foi batido. Verifique se há diferenças de tonalidades ou respingos em borrachas.
  • Não compre o carro em um dia de chuva. As gotas d’água podem mascarar ondulações da lataria.
  • Desconfie de farol mais novo em apenas um lado. Por economia o dono pode ter trocado apenas a peça quebrada.
  • Forração solta pode ser um sinal de que a lataria precisou ser mexida
  • A solda original de fábrica é pontilhada. Se você encontrar um fio contínuo de solda sob o capô, é porque o carro foi batido.
  • Examine o carro sob a luz do sol. A luz artificial das garagens fechadas atrapalha a identificação de diferenças de tonalidade de pintura.
  • Se o carro estiver com menos de 30.000 km, certifique-se de que os quatro pneus são do mesmo lote e se são os primeiros, que sairam da fábrica junto com o carro. Se forem diferentes, desconfie, pois raramente um pneu novo dura menos que uns 30 ou 50.000 km.
  • Ao comprar um modelo com airbag, a luz espia deve acender por alguns segundos e depois apagar. Aliás, isso vale para qualquer sistema eletrônico, como o ABS.
  • Evite carros com “sinistrado” ou “REM” (chassi remarcado) no documento. Valem 30% menos.
  • Conheça o passado de um veículo através de sua placa

Placas de outros estados

Evite-os. Pode esconder um carro clonado, um extenso histórico de multas ou uma restrição judicial (busca e apreensão).

Confira as três letras do seu Estado.

Placas de Carros do Paraná
AAA 0001 a BEZ 9999
Placas de Carros de São Paulo
BFA 0001 a GKI 9999
Placas de Carros de Minas Gerais
GKJ 0001 a HOK 9999

Placas de Carros de Maranhão
HOL 0001 a HQE 9999

Placas de Carros de Mato Grosso do Sul
HQF 0001 a HTW 9999

Placas de Carros de Ceará
HTX 0001 a HZA 9999

Placas de Carros de Sergipe
HZB 0001 a IAP 9999

Placas de Carros de Rio Grande do Sul
IAO 0001 a JDO 9999

Placas de Carros de Distrito Federal
JDP 0001 a JKR 9999

Placas de Carros da Bahia
JKS 0001 a JSZ 9999

Placas de Carros de Pará
JTA 0001 a JWE 9999

Placas de Carros de Amazonas
JWF 0001 a JXY 9999

Placas de Carros de Mato Grosso
JXZ 0001 a KAU 9999

Placas de Carros de Goiás
KAV 0001 a KFC 9999
NFC 0001 a NGZ 9999

Placas de Carros de Pernambuco
KFD 0001 a KME 9999

Placas de Carros de Rio de Janeiro
KMF 0001 a LVE 9999

Placas de Carros de Piauí
LVF 0001 a LWQ 9999

Placas de Carros de Santa Catarina
LWR 0001 a MMM 9999

Placas de Carros de Paraíba
MMN 0001 a MOW 9999
Placas de Carros de Espírito Santo
MOX 0001 a MTZ 9999

Placas de Carros de Tocantins
MVL 0001 a MXG 9999

Placas de Carros de Alagoas
MUA 0001 a MVK 9999

Placas de Carros de Rio Grande do Norte
MXH 0001 a MZM 9999

Placas de Carros de Acre
MZN 0001 a NAG 9999

Placas de Carros de Roraima
NAH 0001 a NBA 9999

Placas de Carros de Rondônia
NBB 0001 a NEH 9999

Placas de Carros de Amapá
NEI 0001 a NFB 9999

Bons negócios !

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Reply