Diabéticos são mais propensos a sofrer ataque cardíaco

Após diversos estudos, foi comprovado que os indivíduos portadores de diabetes possuem maior risco em desenvolver problemas cardíacos e vasculares. Isso se deve a…

Após diversos estudos, foi comprovado que os indivíduos portadores de diabetes possuem maior risco em desenvolver problemas cardíacos e vasculares. Isso se deve a grande alteração metabólica decorrente do processo patológico da doença. Saiba mais por que os diabéticos são mais propensos a sofrer ataque cardíaco.

Conheça os sintomas do ataque cardíaco e o que fazer.

Os diabéticos são mais propensos a desenvolver ataque cardíaco. (Foto: divulgação)

O índice de pessoas diabéticas que podem sofrer ataque cardíaco é de 50%

Segundo especialistas, as pessoas com diabetes possuem uma chance em torno de 50% para desenvolver ataque cardíaco. Esse dado foi comprovado após um estudo realizado por pesquisadores do National Diabetes Audit, no Reino Unido. Um centro muito renomado e que estuda o diabetes há tempos.

Outras doenças podem afetar os diabéticos

Além do ataque cardíaco, um levantamento revelou que as pessoas com diabetes podem ser afetadas por outros tipos de doenças que, por vezes, podem ser fatais. Entre as doenças que lideram a incidência, estão a insuficiência cardíaca, a angina e o derrame cerebral.

O risco para desenvolver o problema é igual nos dois tipos de diabetes

Tanto as pessoas portadoras de diabetes tipo 1, quanto as portadoras de diabetes tipo 2 apresentam chance equivalente para desenvolver problemas cardíacos, em especial, o ataque do coração. No entanto, aquelas que manifestaram a doença crônica já na infância, possuem risco maior em sofrer um infarto cardíaco ainda na juventude.

O ataque cardíaco pode ocorrer tanto em diabéticos tipo 1, quanto tipo 2. (Foto: divulgação)

Conhecendo mais sobre os dados do estudo

O National Diabetes Audit analisou cerca de dois milhões de pessoas com diabetes entre os anos 2010 e 2011, na Inglaterra e no País de Gales. O resultado comprovou que em torno de 14.000 participantes portadores de diabetes incluídos no programa, apresentaram ataque cardíaco. Além disso, durante todo o período de acompanhamento, cerca de 45 mil pessoas com diabetes sofreram com insuficiência. Ao final do estudo, o relatório descobriu que pessoas com diabetes tem um risco 40% maior de morte do que a população geral, um dado preocupante.

Leia Também:  Complicações do diabetes: quais são

Dando um alerta para a população

O principal objetivo do estudo foi destacar o enorme impacto que o diabetes tem sobre a vida das pessoas portadoras da doença. Além disso, os pesquisadores tentaram alertar como essa patologia crônica e tão comum em nosso meio, pode deixar o indivíduo incapacitado ou mesmo, ser responsável por uma morte prematura. Eles ainda afirmam que através dos dados, tentaram estimular os governos a agir para melhorar a situação atual, de modo a atender os níveis ideais de colesterol para prevenir as futuras e graves consequências.

Os diabéticos possuem 50% mais chance de desenvolver ataque cardíaco. (Foto: divulgação)

O diabetes é uma doença crônica e que deve ser tratada de forma adequada, de modo a evitar futuras consequências. Após saber que os diabéticos são mais propensos a sofrer ataque cardíaco, basta seguir as recomendações do médico e ter uma vida saudável. Seu organismo agradecerá o cuidado e a atenção.

O ômega 3 não diminui o risco do ataque cardíaco: saiba mais.

Top