Descobrindo Montevidéu: pontos turísticos e fotos

A capital uruguaia, Montevidéu, esconde muitas maravilhas para quem gosta de apreciar arquitetura antiga e boa gastronomia. A cidade é pequena, em vista das…

A capital uruguaia, Montevidéu, esconde muitas maravilhas para quem gosta de apreciar arquitetura antiga e boa gastronomia. A cidade é pequena, em vista das capitais brasileiras, portanto, os seus pontos turísticos podem ser conhecidos a pé, pois esse é o modo mais saudável e divertido de conhecê-la observando todos os seus detalhes.  Além do mais, por ser próxima ao Brasil, é fácil fazer uma viagem para Montevidéu em um final de semana prolongado, porque ela pode ser desvendada em apenas 2 dias.

Em Montevidéu, tudo parece ser barato, graças ao valor do peso uruguaio, que é muito mais baixo que o do real. Portanto, a alimentação, os pontos turísticos e os hotéis saem por preços ótimos.

A Praça da Independência, localizada na Ciudad Vieja, ainda guarda os antigos portões de quando a cidade era cercada por uma grande muralha, no período colonial.

O Palácio Salvo, localizado na Plaza da Independência, é um dos pontos turísticos mais importantes e belos de Montevidéu. Ele foi inaugurado em 1928 e já foi considerado o maior edifício da América do Sul. Esse palácio foi desenhado pelo arquiteto italiano Mario Palanti, que na época foi muito criticado por causa do estilo eclético adotado em suas formas características. A torre contém 95 metrose no prédio, há 27 pisos. Inicialmente, ele foi construído para ser um hotel, mas a ideia nunca vingou. Atualmente, ele é uma mistura de escritórios e residências privadas.

Também, na Praça da Independência, encontramos o fabuloso Teatro Solís, inaugurado em 1856. Nele, a primeira ópera nacional uruguaiana, La Parisina de Tomás Giribaldi, foi apresentada em 14 de setembro de 1878. O desenho foi idealizado pelo arquiteto italiano Carlo Zucchi e adaptado pelo uruguaio Francisco Xavier De Garmendia. Por isso, ele é emblemático, tendo sido baseado no neoclassicismo republicano.

Em Montevidéu, há vários museus, como o Museu Histórico Nacional, o Museu Nacional de História Natural e o de Belas Artes, para quem gosta de se aprofundar na história de um país e de um povo.

No centro comercial, há muitas lojas e restaurantes. As compras podem ser feitas sem dificuldades, principalmente, por causa dos preços apresentados, que são muito baratos para quem recebe em real. No Mercado Del Puerto, é possível fazer uma deliciosa refeição típica, como a “parrillada”, um churrasco assado em lenhas, peixes e o famoso “medio y medio”, um drinque à base de vinho.

Para descobrir Montevidéu, não é preciso ter muito dinheiro. Por isso, aproveite o feriado e estique até o extremo sul do país, para atravessar a fronteira e conhecer monumentos imponentes e gastronomia inigualável.

 

 

Top