Descobrindo Berlim: lugares mais bonitos da capital alemã

Alguns bairros da ex-Berlim oriental são pontos turísticos da cidade. Quem for conhecer a capital alemã deve desfrutar desse local. […]

Conhecer Roma, Milão, Paris, Barcelona e Lisboa faz parte do roteiro de qualquer viajante que está pisando na Europa, pela primeira vez. Geralmente, esses são os destinos mais badalados e pontos certos para os turistas. Só que existem cidades que abrigam uma cultura e beleza bem interessantes e que devem ser conhecidas por aqueles que estão dispostos a encarar 12 horas de avião e aterrisar em terras desconhecidas. Descubra os lugares mais bonitos de Berlim.

 

Berlim – passado e futuro juntos

 

Marcada pela história mundial, a capital alemã foi palco de um dos ícones mais marcantes da memória coletiva. A queda do muro de Berlim, que separava a cidade em oriental, socialista, e ocidental, capitalista, foi um marco para todos os países que eram regidos, até então, pela bipolaridade das duas formas econômicas. Até hoje, é possível ver o que restou em ambas as partes do local.

O lado que era oriental, por exemplo, ganha a cada dia uma aparência nova de modernidade, de transparência, realmente, querendo deixar aquele passado um tanto quanto sofrido para trás. Há prédios muito altos no bairro Potsdamer Platz, bem a cara dos tempos atuais e isso é coisa nova para a população local, que até menos de dez anos tinha esses espaços como grandes vazios. Os moradores da região chamam esses edifícios de torres de vidro.

O bairro Kreuzberg, da ex-Berlim oriental, é marcado por ser o reduto de jovens moradores, que buscam o ideal de uma boa qualidade de vida. Nesse local, há de tudo um pouco: estrangeiros, artistas e claro, muita arte. É considerado o lado alternativo de Berlim e quem estiver a fim de ver isso de perto, não pode perder deixar de dar uma passadinha aí.

Já aqueles que querem mais do que arte e querem curtir a noitada, devem ir a Prenzlauer Berg, também, um bairro que fazia parte do pedaço socialista da capital alemã. Lá, a diversão é garantida.

Como Berlim ainda tem marcas de seu passado, há muito contraste entre a parte antiga e a nova. São muitas obras em curso e os tapumes, também, fazem parte do que pode ser visto. É realmente o contraste entre um passado muito recente e um futuro que, apesar de pouco mais de 20 anos da queda do muro, ainda se descortina.

Mas não é por conta de tantas mudanças que o passeio fica tedioso. Nada disso, ao contrário. Os alemães recebem seus visitantes por meio de 180 museus, que contam cada pedacinho da história do país, aproximadamente 500 igrejas e muitos, muitos bares. Contam que existem 5.000 deles, com milhares de cervejas alemãs. Também há 135 teatros e muito mais.

 

Top