Descoberta científica abre caminho para um novo tratamento para diabetes

Um novo tratamento para o diabetes está sendo estudado por pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Stanford, Estados Unidos. Esta nova possibilidade…

Por Editorial MDT em 13/10/2011

Um novo tratamento para o diabetes está sendo estudado por pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Stanford, Estados Unidos. Esta nova possibilidade foi publicada em um artigo escrito pelo professor Seung Kim, no site da revista científica Nature.

A insulina é fundamental, visto que é ela quem permite a entrada da glicose nas células para a geração de energia pelo organismo e quem baixam o nível de açúcar no sangue. O novo método viria impulsionado por uma recente descoberta: os pesquisadores encontraram um mecanismo de moléculas (estas chamadas de PDGF) responsável pela queda de células-beta, produtoras de insulina conforme o envelhecimento do paciente. Com isso, é esperada que haja a possibilidade de solucionar a falta desta substância em pessoas diabéticas.

Até o momento, o estudo foi conduzido em camundongos que possuem características celulares semelhantes aos humanos. Nesta pesquisa, diabetes tipo 1 e 2 apresentaram a redução no número das células-beta mesmo sendo diferentes entre si.

A descrição do método estudado por Kim tem como vantagem o fato de este estímulo na produção da insulina não causar o efeito inverso da diabetes no paciente, ou seja,  a hipoglicemia –  baixo nível de açúcar no sangue, que acontece quando há excesso de produção da substância.

Top