Depressão pós-férias: o que é, sintomas

A depressão é atualmente um mal que assola a população, atingindo até mesmo os adolescentes e as crianças. Hoje em dia ouvimos falar de…

A depressão é atualmente um mal que assola a população, atingindo até mesmo os adolescentes e as crianças. Hoje em dia ouvimos falar de depressão pós-parto, depressão afetiva sazonal, depressão atípica, entre variadas outras que vêm transtornando a vida das pessoas e daqueles que as cercam. Neste diapasão e por mais estranho que possa parecer, um dos problemas que também vem atrapalhando a rotina diária dos indivíduos é a depressão pós-férias, um malefício novo e às vezes difícil de lidar. Saiba o que é e como resolver o problema:

Entenda o que é e como evitar o agravamento deste problema (Foto: Divulgação)

O que é depressão pós-férias

Entende-se por depressão pós férias um distúrbio que assola cerca de 25% dos trabalhadores. O resultado deste problema é o colapso de algumas funções vitais e cerebrais que impedem a rotina trabalhista e até mesmo possibilitam o surgimento de outras doenças graves, tendo que afastar o indivíduo do emprego.

O indivíduo acometido pela depressão pós-férias apresenta desleixo e muito cansaço para desempenhar suas atividades (Foto: Divulgação)

Os sintomas da depressão pós-férias se caracterizam por dores musculares devido à tensão, sonolência, sentimento de preocupação, angústia ou culpa e ainda uma complicação sem limites, que leva a pessoa a demorar para desempenhar tarefas que são de sua competência, não ter disposição para levantar da cama e até mesmo para se arrumar para o trabalho, demonstrando um desleixo maior com a sua aparência e falta de auto estima.

Como lidar com este malefício

Caso você tenha notado alguma destas características nas duas primeiras semanas depois das férias, não fique desesperado, pois é normal até retomar a rotina. Entretanto, faça exercícios físicos e se necessário, complete sua alimentação com energéticos naturais, como o açaí a título de exemplo, para aumentar disposição.

Busque ajuda para não ter seu desempenho afetado no trabalho (Foto: Divulgação)

Agora, caso você já tenha voltado há algum tempo e percebe que dentro de você existem os sintomas da depressão pós-férias, o indicado é procurar ajuda médica e não se render aos estímulos do problema, caso contrário, você poderá dar início a uma depressão crônica.

Continuar Lendo  RH Bradesco, Vagas e Emprego, Cadastro de Currículo

Veja como sair de uma depressão sem remédios.

Entendendo mais a depressão crônica

A depressão crônica é um problema que não muda a estrutura comportamental de um indivíduo, mas atua no subconsciente do mesmo. Relatos têm comprovado que esta é a causa de milhares de suicídios, visto que é muito difícil identifica-la e trata-la posteriormente.

A depressão crônica não apresenta muitas mudanças de comportamento, porém é altamente perigosa e pode levar uma pessoa ao suicídio (Foto: Divulgação)

Os sintomas de depressão crônica são sutis e se caracterizam por uma leve tristeza que, todavia, dura muitos anos ou ainda por momentos de agitação, que não interferem nas outras tarefas. No campo emocional vem a desesperança,  inquietude e o pessimismo. Portanto, caso tenha notado estes elementos presentes em você, busque ajuda o quanto antes e procure maneiras para se tornar uma pessoa melhor e mais feliz.

Leia também: As profissões que mais causam depressão.

Top