Dentistas estão Proibidos de usar Botox em Tratamentos Estéticos

A busca por uma beleza perfeita é cada vez maior e se constitui como o principal fator para alavancar o mercado de métodos e…

A busca por uma beleza perfeita é cada vez maior e se constitui como o principal fator para alavancar o mercado de métodos e cosméticos que cuidam da aparência. Produtos e procedimentos contra rugas, manchas na pele, diminuição dos efeitos da idade estão entre os mais procurados. Entretanto, é preciso muito cuidado para não entrar em caminho perigoso, sabe por quê?

A maioria dos procedimentos que auxilia homens e mulheres a cuidar da aparência é seguro e não provoca maiores complicações. Mas, o uso de alguns produtos deve ser feito através de um bom profissional visto que podem produzir bons resultados, mas (se utilizados de forma inadequada) poderão deixar marcas difíceis de serem apagadas.

Falando nisso, o Conselho Federal de Odontologia emitiu determinação proibindo o uso da Toxina Butolínica (mais conhecida como Botox) o qual é utilizado para fins estéticos. A proibição também é válida para o ácido hialurônico que geralmente é aplicado para combater as rugas. Reforçamos que a proibição do produto citado foi divulgada na publicação do Diário Oficial da União e passou a ser válida desde o último dia 05/09/2011.

Sobre a resolução, ela diz que os dentistas poderão fazer uso do botox apenas em casos específicos, ou seja, para fins terapêuticos. Isso fará com que se tenha um controle maior no uso do produto uma vez que o mesmo era utilizado de forma menos rígida, ocasionando assim, um risco para a saúde de muitas pessoas.

Quanto ao uso do ácido, a resolução proíbe seu uso em quaisquer circunstâncias. A justificativa principal é de que o dentista-cirurgião não dispõe de requisitos básicos para fazer serviços relacionados à estética de seus pacientes como é o caso do preenchimento labial ou facial. Além disso, outro motivo deve-se a falta de estudos mais detalhados ou apurados acerca da segurança na utilização de tais substâncias em tratamentos odontológicos.

Leia Também:  Elimine pelos do buço com técnicas naturais

A resolução certamente deverá ser cumprida por todos que atendem aos requisitos da categoria. Segundo o código de ética, constitui-se infração o fato de um dentista oferecer um tipo de tratamento ao qual não está habilitado ou que não tem habilitação mesmo que seja oferecido em hospital ou cirurgia fora do âmbito da odontologia.

Contudo, todas essas proibições podem representar uma péssima notícia para quem já faz uso deste tipo de serviço em clínicas odontológicas, mas para nós que prezamos pela saúde e segurança é certamente uma resposta que apenas regulamentará o uso de substâncias que comprometem a vida de milhões de pessoas no mundo.

Top