Dengue: Mitos e verdades

O período de janeiro a maio é o mais propício para a manifestação da dengue. Aproximadamente 70% dos casos acontecem nessa época. Só no…

O período de janeiro a maio é o mais propício para a manifestação da dengue. Aproximadamente 70% dos casos acontecem nessa época. Só no ano de 2010, a dengue acometeu um milhão de brasileiros, deixando 15,5 mil casos graves e 550 óbitos. Saiba mais sobre o assunto e confira alguns mitos e verdades sobre a dengue.

A dengue é um problema de saúde mundial. (Foto: divulgação)

Dengue

A dengue é um dos principais problemas de saúde pública em todo o mundo. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), estima-se que cerca de 50 a 100 milhões de pessoas são infectadas todos os anos, em mais de 100 países. Aproximadamente 550 mil doentes precisam ser hospitalizados e 20 mil morre em decorrência da dengue. No Brasil, as condições socioambientais favoráveis para a proliferação do Aedes aegypti possibilitaram a dispersão do vetor desde sua reintrodução.

Saiba mais sobre os sintomas da dengue 

Mitos e verdades sobre a dengue

1. Não existe tratamento para dengue.

Mito. Não existe um remédio específico contra o vírus, mas há tratamento para os sintomas da doença, como febre, dor de cabeça, dores no corpo e articulações, manchas e erupções na pele, podem e devem ser tratadas. Alguns desses casos podem evoluir para quadros mais graves se não forem bem cuidados.

2. O mosquito da dengue só põe ovos em água suja.

Mito. O mosquito gosta de todos os tipos de água, ou seja, suja e limpa, desde que ela esteja parada e sob condições de temperatura e luminosidade ideais. Sendo assim, ele pode se proliferar tanto em piscinas e caixas d’agua, quanto em pneus velhos e sacos de lixo.

O mosquito da dengue põe seus ovos em água parada limpa ou suja. (Foto: divulgação)

3. Os sintomas da dengue tipo 4 são diferentes dos demais tipos.

Continuar Lendo  Ex-BBB Amanda conta estratégia para eliminar 9 kg

Mito. Os sintomas da doença são os mesmos para todos os tipos de dengue. Dentre eles está a febre, dor de cabeça, dor nos olhos, perda do paladar e do apetite, manchas e erupções na pele, vômitos, náuseas, dor no corpo, tontura, dor nos ossos e articulações.

4. É possível ter dengue mais de uma vez.

Verdade. Existem quatro sorotipos diferentes da dengue, que não produzem imunidade cruzada, ou seja, a imunidade é especificada para cada sorotipo. Se uma pessoa pegar dengue tipo 1, ficará imune somente ao tipo 1, mas ainda pode ser infectada pelos demais sorotipos.

5. Uma pessoa infectada pode passar a dengue para outra não infectada.

Mito. A transmissão se da somente através da picada do mosquito infectado. O que pode ocorrer é um mosquito não infectado picar uma pessoa infectada e ser contaminado. Sendo assim, ele passa a ser um potencial transmissor da doença.

6. Os repelentes espantam o mosquito da dengue.

Verdade. O repelente diminui o risco das picadas e pode ser usado todas as vezes que a pessoa estiver em um local onde possa ser contaminado. Seu uso deve ser criterioso, sem excessos e deve respeitar as recomendações dos fabricantes. Apesar de afastar o mosquito, os repelentes não garantem a imunidade contra o vírus. 

A dengue é transmitida através da picada do mosquito Aedes Aegypti. (Foto: divulgação)

Veja também dengue, remédios que devem ser evitados

A dengue é uma doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti infectado. A doença pode ser grave e levar o indivíduo infectado até a morte. É preciso ter cuidados e evitar água parada e acumulada em casa, pois assim o mosquito não terá local para colocar seus ovos e se multiplicar. Dessa forma é possível prevenir a dengue.

Continuar Lendo  Receita de rolinho primavera

Top