Decoração com poucos moveis – como fazer, dicas

A decoração com poucos móveis precisa saber como aproveitar o espaço da melhor forma possível. Desta forma, é válido investir na distribuição adequada dos…

Por Isabella Moretti em 09/01/2012

Decoração aconchegante com poucos móveis.

A decoração com poucos móveis precisa saber como aproveitar o espaço da melhor forma possível. Desta forma, é válido investir na distribuição adequada dos itens mobiliários dentro do ambiente e buscar o equilíbrio no que diz respeito a design, cores e tamanhos.

Algumas pessoas enfrentam o desafio de fazer uma decoração com poucos móveis em um espaço amplo. Inovar o cômodo sem deixar lacunas é possível graças aos itens mobiliários que são comercializados em diferentes proporções.

A mobília deve ser composta por itens básicos e que garantam a funcionalidade do ambiente. Não dá para ocupar espaço com um acessório sabendo que está faltando uma peça-chave da decoração de determinado cômodo.

Como fazer decoração com poucos móveis?

Siga uma proposta Minimalista para decorar.

A partir do momento em que o morador trabalha com poucos móveis para decorar um ambiente, ele está valorizando o estilo Minimalista. A proposta ressalta a ideia de “quanto menos, melhor” e mostra que a verdadeira elegância da decoração mora na simplicidade das combinações.

A técnica do Minimalismo pode ser aplicada tanto em ambientes pequenos como grandes. Ela consegue reproduzir as características da decoração contemporânea e tem mais facilidade para montar uma composição polivalente.

Dicas úteis

1. Ao evitar o trabalho com muitos móveis, o morador consegue empregar os truques de amplitude com mais facilidade em cômodos pequenos. Por exemplo, uma sala com espaço limitado pode ter sua iluminação otimizada através das paredes brancas. O uso de apenas móveis básicos na composição impede a sensação de aperto ou móveis entulhados.

2. Os itens mobiliários não podem ficar distantes uns dos outros, afinal, isso pode causar a despersonalização. Quanto maior o espaço para decorar, maior liberdade o morador tem para desenvolver seu projeto. Uma forma de compensar a ausência de determinados móveis é trabalhar com cores vivas, estampas e acessórios na decoração.

3. Ao combinar estampas na decoração do ambiente, tenha cuidado para não errar na hora de combinar os elementos. Por exemplo, duas estampas com padronagens diferentes podem dividir o mesmo cômodo, mas precisam manter uma harmonia quanto às cores.

4. Ao decorar uma área de convívio da casa, grande ou pequena, se preocupe em melhorar da melhor forma possível a circulação das pessoas. As linhas quadradas e móveis neutros correspondem a uma aposta perfeita para quem busca uma proposta simples, moderna e sofisticada.

Se preocupe com o tamanho do cômodo para escolher os móveis na proporção certa.

Aproveite as orientações e, em casos de dúvidas, entre em contato com um designer de interiores.

Top