Cyberbullying: como a vítima deve agir

O cyberbullying é uma modalidade de bullying virtual, ou seja, uma forma de agressão que usa a internet como veículo para atingir a vítima.…

Por Isabella Moretti em 19/04/2012

Há casos de adolescentes que cometeram suicídio por causa do cyberbullying.

O cyberbullying é uma modalidade de bullying virtual, ou seja, uma forma de agressão que usa a internet como veículo para atingir a vítima. Este problema tem afetado a vida de muitas pessoas, abalando principalmente o psicológico delas.

Através da rede mundial de computadores, os agressores fazem agressões verbais e ameaças, deixando o indivíduo com medo. Os comentários perversos no espaço virtual chegam a expor a vida da vítima, que passa a se sentir pressionada e sufocada por esta condição.

Entenda como acontece o cyberbullying

A princípio o cyberbullying parece um tipo de perversão comum feita por adolescentes, no entanto, ele é muito mais sério do que se imagina. Por exemplo, o indivíduo que sofre com implicância dos colegas na escola e também tem sua vida online invadida, além de perder totalmente a privacidade,  passa a conviver diariamente com ofensas e outras formas de violência.

As agressões acontecem principalmente nas redes sociais e blogs.

Com o advento da internet, o bullying não está restrito apenas ao momento de interação face a face, agora ele é mediado e mais cruel do que de costume. Os xingamentos ficam circulando pela web, principalmente através das redes sociais e blogs. A vítima pode ainda ter fotos alteradas e postadas na internet, tudo isto movido por uma brincadeira de muito mau gosto.

Dependendo do plano dos autores do cyberbullying, a vítima pode até ser enganada através da internet, já que este mundo virtual facilita o anonimato. Dependendo da situação, as marcas podem se tornar profundas e causar traumas, como é o caso da garota que se considera o ‘patinho feio’ e de uma hora para a outra começa a conversar com o garoto mais bonito da escola. Quando a mentira é descoberta, o choque é muito grande, afetando principalmente a autoestima.

As difamações ou brincadeiras desagradáveis são normalmente estimuladas pelo preconceito e pela imaturidade.

O que a vítima de cyberbullying deve fazer?

Colete provas e denuncie.

• Em primeiro lugar é necessário manter os pensamentos e sentimentos equilibrados, não permitindo que o processo de construção da personalidade seja abalado. Quando as pessoas são afetadas pelo cyberbullying, elas ficam traumatizadas, mas é essencial contornar a situação e acreditar no próprio valor;

• Pelo fato de sofrer com agressões, é importante que a vítima do cyberbullying evite publicar informações pessoais ou fotos na internet. Em algum momento este material pode ser usado para a produção de conteúdo ofensivo;

• Defender-se do cyberbullying é uma atitude de coragem, por isso vale a pena recolher provas, fazer denúncias e buscar ajuda especializada. O cyberbullying é crime pela legislação brasileira. Lembre-se que aceitar a situação pacificamente só vai aumentar o número de vítimas.

Agora que você já sabe como se defender do cyberbullying, lute contra ele.

Top