Curso gratuito sobre mal de Alzheimer, São Carlos SP 2012

Os moradores de São Carlos (São Paulo), que querem saber mais sobre o Alzheimer podem aproveitar os cursos gratuitos, que instruem sobre a doença,…

Por Élida Santos em 13/09/2012

Os moradores de São Carlos (São Paulo), que querem saber mais sobre o Alzheimer podem aproveitar os cursos gratuitos, que instruem sobre a doença, ofertados pela Associação Brasileira de Alzheimer. Os encontros explicam sobre o mal e como os familiares de uma pessoa que sofre com essa doença devem proceder em relação ao paciente. As reuniões ocorrem mensalmente, na segunda terça-feira de cada mês. A associação estima que em torno de duas mil pessoas possuam a doença no município.

Leia mais sobre: Como Evitar o Mal de Alzheimer

As pessoas com esse mal precisam muito da família a seu lado (Foto: Divulgação)

Temática dos encontros gratuitos sobre Alzheimer em São Carlos

Durante as palestras sobre Alzheimer realizadas em São Carlos as famílias participantes podem esclarecer dúvidas sobre a doença, trocar informações, expor dificuldades do seu dia a dia, angústias e conquistas alcançadas durante o tratamento do paciente. Encontros com esse perfil é muito importante para quem sofre do mal e para os parentes dessa pessoa, que podem expor suas dúvidas e sentimentos com relação ao tema.

No decorrer dos encontros são especificados os primeiros sintomas da doença, por isso, mesmo quem não vive com alguém que tem Alzheimer pode participar desses encontros, pois saberá identificar se alguém próximo estiver com esse tipo de problema. Para fazer o curso gratuito sobre Alzheimer ministrado em São Carlos é necessário entrar em contato por meio do telefone (16) 3307-5784. As aulas são ministradas na Rua Serafim Viera de Almeida, 793 (próximo à Santa Casa).

Saiba mais sobre: Famosos que sofreram com Alzheimer – Fotos

O portador de Alzheimer pode até ter depressão (Foto: Divulgação)

Sobre o Alzheimer

O mal de Alzheimer é uma doença degenerativa, sem cura, que provoca perda da capacidade de aprendizado, orientação e de linguagem. A pessoa portadora dessa doença fica “totalmente dependente” de ajuda para tarefas comuns, como se alimentar e fazer a própria higiene pessoal. Ao perder a capacidade de ter uma vida normal e independente o portador de Alzheimer pode entrar em depressão.

Top