Cuidados para unhas fracas: dicas

Não são poucas as pessoas que se queixam do enfraquecimento e quebra das unhas. Muitos, que nem fazem uso de esmaltes e outras substâncias…

Por Editorial MDT em 19/01/2013

Não são poucas as pessoas que se queixam do enfraquecimento e quebra das unhas. Muitos, que nem fazem uso de esmaltes e outras substâncias relacionadas a eles, também passam pelo mesmo problema. As unhas são, além de um recurso estético, formas de proteção corporal. Elas também são a porta de entrada para inúmeros micro-organismos maléficos a nós. E, mais, as unhas estão entre as partes do corpo que sinalizam, quando algo está errado com o organismo, como a falta de nutrientes ou certas doenças. Quando a superfície da unha ou a sua resistência não estão bem, é sinal de que algo está errado e deverá ser verificado. Um dos primeiros sinais aparece, na forma de unhas fracas, quebradiças ou que descamam.

As unhas fracas podem indicar diferentes falhas, no organismo (Foto: Divulgação)

Como são as unhas saudáveis

As unhas saudáveis são transparentes, sem manchas brancas ou amareladas, com superfície lisa e crescimento constante. Este crescimento se dá, em média, em 3mm por mês. A unha dos pés, por outro lado, têm um crescimento um pouco mais lento. Nos dois casos, essa velocidade pode variar, de pessoa a pessoa. Entretanto, uma coisa é certa, que vale para todos os tipos de organismos: a unha não pode estar fraca e quebradiça pois, como se viu anteriormente, estas não estão entre as características de uma unha normal.

Como cuidar das unhas fracas

Substituir o esmalte por fortalecedores, fazendo intervalos de aplicações, ajuda a cuidar das unhas fracas (Foto: Divulgação)

Em primeiro lugar, é preciso ter atenção com esmaltes, acetonas e removedores. O uso contínuo destes produtos pode ser prejudicial às unhas. Na realidade, isso é algo que todas as mulheres sabem. A dica é optar pelos produtos 3-Free, que são livres de tolueno, DBP e formaldeído. Estas substâncias são alérgicas e podem causar diferentes danos. Contudo, não basta somente escolher bons produtos, é preciso diminuir a frequência de sua aplicação. Quem não vive sem esmaltes pode retirá-los e, antes de reaplicá-los, fazer um intervalo de, no mínimo, 2 dias. Que tal substituir o esmalte por uma substância semelhante, com brilho e fortalecedor? Existem inúmeros, no mercado. Faça um intervalo entre as aplicações, usando produtos indicados para unhas fracas.

Se os sinais persistirem, é melhor pedir orientação aos médicos (Foto: Divulgação)

Outra dica de cuidados para unhas fracas é dar prioridade a uma alimentação saudável, rica em vitaminas e outros nutrientes. Quando se alimenta mal, o corpo fica carente e debilitado. O organismo, então, passa a desviar os nutrientes destinados a certos órgãos, levando-os para outros. É por isso que as unhas e os cabelos podem ficar fracos, opacos e quebradiços. Para aprender a forma correta de se alimentar, bem como verificar as causas da fraqueza das unhas, é preciso procurar pelos profissionais do ramo, ou seja, os médicos. Nutricionistas e dermatologistas irão indicar os tratamentos necessários.

Saiba mais sobre esse assunto: Como ter unhas fortes

Veja como tratar: Unhas fracas: como tratar

 

Top